Andy Murray no US Open

USTA

Tênis News
17/10/2016
12:33
Xangai (China)

Após disputar e vencer os dois principais torneios da gira asiática, ATP 500 de Pequim e Masters 1000 de Xangai, ambos na China, o escocês Andy Murray diminuiu consideravelmente a distância para o líder Novak Djokovic e pode ser nº 1 este ano.

Na atualização desta segunda-feira do ranking da ATP, Murray somou os mil pontos do título em Xangai e diminuiu para 2415 pontos a vantagem de Novak Djokovic e pode matematicamente se tornar número um até o fim da temporada.

Neste momento, Novak Djokovic tem 12.900 pontos, enquanto Murray tem 10.485, quase o dobro de pontos do terceiro colocado, Stan Wawrinka, que possui 5.820 pontos.

O canadense Milos Raonic voltou a somar pontos importantes e é o quarto mundo agora, sua ascensão fez Kei Nishikori e Rafael Nadal perderem uma posição cada, sendo respectivamente quinto e sexto do mundo.

Finalista em Xangai, o espanhol Roberto Bautista Agut deu um salto em cinco posições e chegou ao melhor ranking da carreira no posto de 13º. O espanhol está a 745 pontos do décimo colocado, o austríaco Dominic Thiem.