Andy Murray (Foto: AFP)

Andy Murray (Foto: AFP)

TÊNIS NEWS
30/10/2016
16:07
VIENA (AUT)

Número dois do mundo, o britânico Andy Murray conquistou, neste domingo, o ATP 500 de Viena, na Áustria, ao superar o francês Jo-Wilfried Tsonga, 15º da ATP, por 6/3 e 7/6(6), em 1h49 de partida.

Foi a 14ª vitória do escocês, que já havia conquistado Viena em 2014, em 16 confrontos frente ao francês. Este é o 3º título seguido de Murray, que, após perder o US Open, venceu Pequim e Xangai, na China, e agora Viena. No total, é o 7º título do tenista de Dunblane em 2016 (Roma, Queen’s, Wimbledon, Jogos Olímpicos do Rio, Pequim, Xangai e Viena), o que o faz superar 2009 e estabelecer esta temporada como a melhor de sua carreira, que alcançou a marca de 42 canecos.

A vitória torna-se ainda mais importante porque dá mais moral para Murray tentar buscar o número um do ano, a partir de amanhã, no Masters 1000 de Paris. Com os 500 pontos de Viena, o escocês chega a 10185 pontos no ranking de 2016, 415 atrás do sérvio Novak Djokovic. Assim, o vice-líder precisa vencer o torneio na cidade luz e torcer para o rival não alcançar a decisão. Um vice-campeonato de Murray e uma derrota de Djokovic antes das quartas de final também são suficientes.

No ranking de entradas, que conta os resultados das últimas 52 semanas, Andy foi a 10985 pontos, 1915 atrás de Novak, menor distância verificada neste ano.

O JOGO
Murray sacou muito bem durante todo o jogo. No primeiro set, conseguiu uma quebra de saque no segundo game e não deu chances ao francês, que tinha muitas dificuldades em seu serviço.

A segunda parcial parecia se encaminhar da mesma forma, depois de Andy obter o break logo no primeiro game e manter seus games da mesma forma de antes. No entanto, Tsonga lutava muito e conseguiu a quebra no 4/3, aproveitando seu único break point do jogo e empatando a partida. Assim, a parcial foi para o tiebreak, que começou com quatro minibreaks seguidos, dois para cada lado, e seguiu com os jogadores confirmando seus pontos, até que o campeão de Wimbledon chegou à miniquebra no 6/6, confirmando a vitória, o título e uma proximidade ainda maior de Novak Djokovic nos rankings.