Andy Murray

Andy Murray (Foto: AFP)

Tênis News
06/01/2017
20:20
Doha (Qatar)

Esperada pela organização, a final do ATP de Doha, no Qatar, será entre os dois principais favoritos da chave do torneio. O escocês Andy Murray, líder do ranking da ATP, venceu a segunda semifinal do torneio contra o tcheco Tomas Berdych e encara Djokovic.

Em uma semifinal muito mais tranquila que a de Djokovic contra o espanhol Fernando Verdasco, Murray ficou em quadra por 1h41 para superar o décimo do ranking da ATP por 6/3 6/4 tendo disparado dez aces contra dois do tcheco, que venceu 68% dos pontos jogados com primeiro serviço contra 79% de aproveitamento do escocês.

Na grande final da competição, Murray encara pela primeira vez na temporada 2017 seu grande rival, o vice-líder do ranking, o sérvio Novak Djokovic. Este será o segundo encontro entre eles após o escocês assumir a liderança no ranking. No primeiro encontro, Murray venceu com tranquilidade em dois sets pelo ATP Finals de Londres.

Esta será a primeira vez, em 25 anos de história do torneio em Doha, que o número um e número dois do mundo se enfrentam pela competição.
O jogo

A partida foi iniciada com os dois tenistas sacando firme e indo bem em busca das paralelas. A quebra de saque veio para o escocês no quarto game e que abriu 4/1 no placar. Berdych ainda tentou reagir, mas venceu metade dos pontos que Murray desde a linha de base, 21 para o escocês e nove para o tcheco no primeiro set, e se complicou junto à rede. Murray apenas administrou a vantagem sacando firme.

Na virada dos sets, Berdych pediu atendimento para tratar uma bolha no pé esquerdo e voltou para o jogo se movimentando melhor. Assim, passou a arriscar mais e a tentar movimentar o escocês. Entretanto, Murray foi mais inteligente taticamente, forçou bolas no ponto forte do rival, forehand, que errou e foi quebrado no quinto game. Foi o suficiente para mesmo pressionado no sexto game e no oitavo, resistir e fechar a partida.