Muguruza com a taça de Roland Garros

Muguruza com a taça de Roland Garros (Foto: CORINNE DUBREUIL/AFP)

LANCE!
26/09/2016
19:13

A venezuelana naturalizada espanhola Garbine Muguruza, terceira do ranking da WTA, já está em Wuhan, na China, onde jogará como segunda favorita da chave do WTA Premier Local, e atendeu nesta segunda-feira a imprensa local para um entrevista coletiva.

A campeã de Roland Garros falou de seus objetivos: "Obviamente, todas as jogadoras querem ser número um. É curioso, quando você é a número três, na sequência busca o número dois. Quando lá está, deseja sera  número um. Quando chegas ao topo, há um monte de coisas para conquistar. Sempre queres ser a número um, não apenas por um dia, mas por muito tempo. Daí você começa a sentir a responsabilidade, isso tem certo peso nas costas. mas acredito que é um privilégio. Eu gostaria de ter essa responsabilidade, com certeza!"

Muguruza também foi perguntada sobre como via esta temporada em que diferentes atletas venceram os títulos do Grand Slam, tendo a líder da WTA Angelique Kerber faturado Australian Open e US Open, Serena Williams vencido Wimbledon e ela Paris: "Este ano está um pouco louco por um monte de coisas. Mas estou feliz que há uma nova cara no número um, não porque eu tenha alguma preferência, mas porque é bom, às vezes. É bom também renovar. Mas claro que as coisas estão mudando e que há uma variedade, o que é bom. E o melhor, sou uma destas novas caras", declarou e ainda falou de Kerber: "Ela teve um ano incrível. Muito surpreendente pra ela, que deve estar muito feliz", finalizou.