Gaël Monfils voa para salvar bola em Melbourne. Foto: Tennis Australia/Ben Solom

Gaël Monfils voa para salvar bola em Melbourne. Foto: Tennis Australia/Ben Solom

Tênis News
25/01/2016
10:36
Melbourne (Austrália)

O francês Gaël Monfils está nas quartas de final do Australiano Open após bater o russo Andrey Kuznetsov. Mas o que chamou a atenção dos jornalistas foi mais uma das jogadas malucas do francês, que se machucou em quadra e se defendeu

O francês foi questionado sobre a dor que sente toda vez que se joga em quadra para defender um ponto. Na partida contra Kuznetsov, Monfils aplicou o golpe, mas acabou se cortando e precisando de atendimento médico.

"É muito dolorido. Eu não posso pegar nada agora. Foi um corte profundo. Mas não é nada. Eu tive um machucado. Tenho sorte de não ter tido uma fratura. Durante o ponto, senti que podia executá-lo. Então, eu apenas faço, acredito que tenho habilidade para isso", declarou o tenista que brincou com os jornalistas "Sou uma rocha!"

Os jornalistas perguntaram ao tenista francês se nenhum de seus treinadores o orientou a evitar este tipo de golpe. "Bom, eu o farei. É instintivo. Como um jogador de futebol, não sei explicar em inglês, mas eles saltam e eles fazem isso. É natural", defendeu seu tipo de jogada Monfils.

"Sempre digo, as pessoas acham que eu me jogo no chão da quadra por nada. Faço isso porque sei que posso fazer. Esta é a única razão. As pessoas precisam entender que se salto, é porque sei que posso saltar. Apenas isso".

Questionado se treina as quedas em quadra, o francês declarou: "Já disse, me jogo no chão por uma razão.Não há treino. É instintivo"

Monfils falou com a imprensa antes de a batalha entre Stan Wawrinka e Milos Raonic, que definiria o adversário do francês acabar, e analisou as possibilidades como difíceis e pontuou sobre Raonic, que será seu adversário de quartas de final: "Milos está em boa forma. Vem de título em Brisbane. Como sabemos, um grande saque. Também acho que ele melhorou muito seus movimentos, batendo a bola da linha de base, uma boa devolução".