Marcelo Melo e Ivan Dodig em Paris

Marcelo Melo e Ivan Dodig em Paris. Crédito: FFT

Tênis News
16/11/2015
18:15
Londres (Inglaterra)

Os franceses Pierrer-Hugues Herbert e Nicolas Mahut bem que tentaram repetir a partida de semifinal do Australian Open para bater Marcelo Melo e Ivan Dodig, encerrando assim a série invicta do brasileiro, mas falhou e levoua virada na estreia do ATP Finals.

Melo/Dodig precisou de 1h30 para fechar o placar 3/6 7/6 ($) 10/7 tendo convertido dois aces contra quatro de Herbert/Mahut, que cometeu sete duplas-faltas contra duas da parceria do mineiro, que chegou a sua 17ª vitória consecutiva.
Curiosamente a última derrota do brasileiro foi para o companheiro Ivan Dodig na disputa da Copa Davis, em que em Florianópolis, ao lado de Bruno Soares, Melo perdeu para a parceria de Dodig e Franko Sukgor.
Na segunda rodada da fase de grupos, Melo/Dodig encara a parceria do holandês Jean Julien Rojer e do romeno Horia Tecau, líderes do grupo Fleming/McEnroe por terem vencido em sets diretos a parceria do polonês Marcin Matkowski e o sérvio Nenad Zimonjic.
O jogo
O primeiro set começou melhor para a parceria do mineiro, que sacava melhor e confirmava com tranquilidade. Os franceses, por sua vez, iniciaram todos os seus games com duplas-faltas, mas buscaram a reação e não foram pressionados por Melo/Dodig. Firme na devolução e na rede Herbert/Mahut conquistou a quebra de saque no sértimo game e novamente no nono fechando a primeira etapa.
No segundo set, a parceria campeã do US Open seguiu melhor na partida e mais agressiva,conquistou a quebra de saque no sexto game, procurou administrar a vantagem, mas com nervosismo de sacar para a partida, herbert cometeu duas duplas-faltas, perdeu match-points e foi quebrado no décimo game. A partir daí a parceria do brasileiro passou a acreditar ainda mais e forçou o tiebreak.
Nele, Dodig e Melo começaram confusos, cometeram erros e viram os franceses abrir 4/1 no placar com saque, mas não desistiram, pressionaram e com Dodig jogando muito, viraram para 5/4 e saque e fecharam o set forçando o match-tiebreak.
Ali, a parceria do mineiro foi superior, abriu 5/2 e duas mini-quebras de vantagem e seguiu firme, tendo uma das mini-quebras devolvidas, mas firme no saque fechando a partida de virada.