Meligeni faz sessão de autógrafos de seu livro durante o Brasil Open

Fernando Meligeni atende a fãs em São Paulo - Crédito: Leonardo Martins/ DGW Comunicação

Tênis News
10/03/2016
11:20
São Paulo (SP)

Fernando Meligeni está lançando seu segundo livro '6/0 Dicas do Fino' com dicas preciosa para os amantes tênis e principalmente para quem sonha ser profissional. Para ele, a obra é uma 'devolução' ao tênis.

Fino começou a preparar dicas para tenistas de finais de semana, crianças e jovens que querem ser profissionais e também para os pais e demais pessoas no entorno destas esperanças do esporte "por instinto e feeling", revelou.

"Quando comecei as "Dicas do Fino" no Facebook foi apenas a necessidade de passar informação. Isso eu tinha ficado claro. Como não pensei em fazer o 'Aqui Tem!' (Vitórias e Memórias de Fernando Meligeni por André Kfouri), não pensei em fazer este livro. Como eu vinha conversando com o Henrique Farinha da (Editora) Évora, ele vivia me falando 'vamos fazer um livro'", contou como o projeto nasceu.

Meligeni nunca escondeu a 'decepção' que teve com o tratamento que a editora do 'Aqui Tem!' teve para com livro e revela que ficou um tanto reticente em relação ao convite de Farinha. "Sempre gostei do Henrique e ele me fez entender que é legal ter as coisas no Youtube, Facebook, mas em um livro você vai deixar aquilo pra sempre. É uma doação. É dar alguma coisa de volta ao tênis", pontuou.

O processo de elaboração do livro foi bastante 'rápida', durou quatro meses, como contou Fino, que re-assistiu todos os vídeos que publicou em suas redes sociais com dicas, analisou a repercussão e as dúvidas que lhe foram postas para ampliar o conteúdo.

"Muitas das dicas (o livro contém 60) que estão nos vídeos eu tratei com ainda mais carinho. Coloquei no papel, percebi que tinha que abordar mais aquele assunto, que outros 'ok!'", fala do processo em que preservou inclusive características de sua fala e modo de construir argumentações..

"Sempre tentei colocar a minha parte e na do adversário. Foi aí que colocamos muita coisa além dos vídeos", pontua Meligeni.

O livro é dividido em nove partes, uma delas totalmente dedicado às duplas. Dono de sete títulos ATP na modalidade, Fino destaca que tem conhecimento para abordar um tema tão específico do esporte.

"Eu sempre gostei e acho que é respeito. Sei que não vou tocar todos os assuntos do tênis. Duplas é uma modalidade, sempre joguei, gostei, está em um momento absurdo e é um respeito muito grande pela luta que eles, Marcelo (Melo), Bruno (Soares), (André) Sá e mesmo o Demo (Marcelo Demoliner) estão tendo. Se eu não tivesse jogado não falaria, mas eu tenho sete título de duplas. Eu escolhi parceiro. Essa é uma das dicas; 'O que fazer quando ele não está bem'. Tem o lado do relacionamento, do mental e do explicar o que é dupla. Também tem muita gente que gosta de jogar duplas no fim de semana, tem dicas para isso também", contou.

Fernando Meligeni escreveu o livro pensando em compartilhar dicas com fãs de tênis, pessoas próximos a profissionalizar-se, para outras que trabalham com tênis em vários ramos, mas tem foco mesmo é que a "molecada" - crianças e adolescentes - que sonham com o circuito possam aproveitar bem o 'legado' do '6/0 Dicas do Fino'.

"(Molecada) É o grande desafio pra mim. Vamos dizer que estamos jogando melhor de três sets e o primeiro eu perdi no "Aqui Tem!". Eu fui atrás da molecada e eles não leem o livro. Tudo bem que é um biografia, mas tentamos levar algo que mostrasse o circuito. Achei que íamos cair nas graças dos meninos. Posso te dizer que 90, 95% de quem comprou meu livro foram fãs do Fernando Meligeni.

"Estamos no segundo set. Tenho visto muita molecada com livro na mão (semana do Brasil Open quando a entrevista foi concedida). Muito pai que diz que comprou pro filho. Quero tocar todo mundo, mas todos sabem que eu tenho um carinho pela molecada, porque eles são o futuro do tênis", declarou ele que conquistou três títulos de simples em nível ATP, superando nomes como Mats Wilander, e fez seu último jogo como profissional na final do Pan de Santo Domingo, na República Dominicana, onde conquistou o ouro diante de outro ex-número um, Marcelo Ríos.

Perguntamos ao argentino de nascimento e brasileiro de coração se ele achava melhor que o pai de um jovem ou o professor de tênis lesse seu livro. Após muito pensar, Meligeni declarou: "Eu acho que o pai. Eu ficaria muito triste se um técnico de tênis vivesse do meu livro. Ele é um cara que precisa absorver informações. Vir aqui no Brasil Open e conversar com outro técnicos, tem que ser mente aberta. Para o pai do tenista tudo é muito novo. Ele pode conversar com o pai de outro tenista. Mesmo assim, é mais complicado. (O livro) É uma enxurrada de informação que de repente ele não acha em outros lugares.

"Para o técnico, (o livro) é uma segunda opinião. Pro pai, pode ser uma coisa que ele nunca escutou ou viu. Quantas vezes você nunca escutou: 'Meu filho joga muito o primeiro set e o segundo nada. Isso não pode acontecer!' e eu digo: "Isso pode sim. Aconteceu muito comigo. Acontece com o João, o (Thomaz) Bellucci, todo mundo. Muitas das respostas são pedidos e dúvidas que os pais tinham e nem sabiam", destaca o comentarista.

Meligeni faz questão de pontuar que o livro também é um encontro para o embate de ideias. Para o professor ponderar com uma segunda opinião, para profissionais dos diversos ramos do tênis discutirem pontos de vista e também para orientar já que ele foi filho de 'pai de tenista', foi profissional e é um admirador do esporte.

Apesar de não ser "o público alvo do livro", Fino conta que o fã do tênis que não joga também vai aproveitar o conteúdo, pois ele dá a visão de quem esteve em quadra e por mais de uma década como profissional. "Vai trazer sim conhecimento para quem apenas gosta de tênis".

Fino pontua que de todas as 60 dicas do livro, independente da relação do leitor com o esporte e seus objetivos, algumas serão mais importantes que as outras. "Exemplo: um juvenil vai encontrar umas 20 dicas, que por algum acaso ele vai pensar: 'Foram feitas pra mim', outras nem tanto. Um cara que gosta de assistir vai achar as mais importantes pra ele e assim por diante. Entretanto, a gente tentou abordar a maior gama possível de temas em todos os seus ângulos".