Judy Murray

Judy Murray (Foto: Reprodução)

TÊNIS NEWS
26/11/2015
16:09
Londres (Inglaterra)

A Grã-Bretanha, irá enfrentar a Bélgica pela final da Copa Davis neste final de semana, duelo que acontecerá na casa dos belgas, na cidade de Gent. Após os atentados em Paris, medidas de segurança vem sendo tomadas para o evento, causando preocupações a muitos.

Andy Murray, número 2 do mundo, é a principal esperança dos britânicos para trazer para casa o título que não acontece desde 1936. Para as outras duas partidas de simples, Kyle Edmund, número 100 do ranking, e James Ward, número 156, disputam a vaga.

Porém mesmo se ocorra a conquista da famosa “saladeira”, como é conhecido o troféu da Davis, a preocupação no momento é a segurança de todos. Mesmo após os ataques terroristas em Paris no dia 13 de novembro, a mãe de Andy, Judy Murray, diz não estar preocupada com essas questões após viajar para a Bélgica com amigos e família para acompanharem os jogos de seus dois filhos, já que Jamie Murray também estará em quadra no jogo de duplas.

Andy Murray já está confirmado na sexta feira e no domingo, para suas partidas de simples, e ainda pode formar dupla com seu irmão Jamie no sábado.



“ Todos irão, meus parentes, meus irmãos, minhas sobrinhas, meus dois melhores amigos, o pai de Jamie e Andy, assim como seu lado da família. Nós estaremos lá em peso, porque é um grande momento para o tênis britânico e um grande momento para nossa família”, afirmou Judy.

A mãe dos escoceses, mencionou, que entende a preocupação de todos com a segurança: “ Você sempre tem que estar atento como o que está acontecendo em relação a segurança, o que houve em Paris foi muito chocante, mas se você vive com medo do que pode acontecer, você nunca fará nada”.

Finalizando, Judy disse para a imprensa o que a empresa que cuida da segurança do evento falou para seus filhos: “ Tudo que eu escutei de quem cuida da segurança local, que tem estado em Gent a maior parte da semana, é que tudo está como sempre para eles. Temos que acreditar nisto, sair, ter esperança de que não teremos nenhum incidente e sim uma grande final”.