Federer x Djokovic

Roger Federer (Foto: LEON NEAL/AFP)

TÊNIS NEWS
12/05/2016
09:13
ROMA (ITA)

O austríaco Dominic Thiem, 15º do ranking, conseguiu uma grande atuação na manhã deste quinta-feira, e bateu o suíço Roger Federer, 2º melhor do mundo, por 7/6(2) e 6/4, em 1h18min, classificando-se às quartas de final do Masters 1000 de Roma, jogado no saibro.

Federer, com o problema nas costas que o tirou de Madri, admitiu, na coletiva de ontem, estar jogando ‘para ver a condição em que estava, visando Roland Garros’. Depois de vencer o jovem Alexander Zverev, ele teve de enfrentar uma promessa melhor ainda: Thiem, 15º. E sua forma, ‘longe do 100%’, como ele mesmo definiu, não foi páreo para um jogador de tão alto nível.

Roger tentou encurtar todos os pontos, sempre fugindo de todas as trocas de bola. Seus alicerces foram o saque, principalmente, a direita e os slices e curtas. À medida em que Dominic entrou na estratégia do suíço, ficou cada vez mais difícil para o número 2 do ranking, que eventualmente foi derrotado. A atuação do suíço é ilustrada pelos números: ele teve 34 erros não forçados, contra apenas 13 do adversário, enquanto Thiem disparou 29 winners, contra apenas 18 do ex-número 1.

O JOGO
O primeiro set teve, claro, pontos bastante curtos, devido à estratégia de Roger. Federer quebrou Thiem no 2/2, mas perdeu a vantagem logo em seguida. Ele ainda teve um 15/40 no 5/5, mas o jovem rival se manteve firme e eles foram decidir o set no tiebreak.

Nele, o ponto decisivo o sexto, com Federer sacando em 2/3, ainda sem minibreaks. Thiem foi marretado durante bastante tempo, mas conseguiu uma direita no pé do suíço e, com uma bola no meio da quadra, executou um belo winner de esquerda cruzado.

No 2/4, Roger ainda jogou para fora a direita. Com duas miniquebras, o austríaco não deu chances para o azar e voou para capturar a parcia, novamente com um winner de backhand.

Com a derrota na primeira etapa, Federer jogou a segunda tentando ainda mais as rápidas definições. O 2º colocado confirmou dois serviços, mas, fazendo saque e voleio em quase todos os pontos, viu Thiem pegar o tempo e quebrá-lo facilmente no quinto game, abrindo 3/2.

Daí pra frente, o atleta com 17 Grand Slams não teve chances. Pelo contrário, ele teve que salvar seu serviço, o que só foi possível com o ótimo saque que possui. Em 1h18min, Thiem eliminava a estrela do tênis.