TÊNIS NEWS
31/03/2016
16:23
MIAMI (EUA)

A russa Svetlana Kuznetsova, 19ª da WTA, despachou a suíça Timea Baczinszky, 20ª, por 7/5 e 6/3, em pouco menos de duas horas, e está na final do WTA Premier de Miami pela segunda vez. Em 2006, saiu campeã após vencer a compatriota Maria Sharapova, por 6/4 e 6/3.

O primeiro set foi muito duro, com as duas tenistas trocando muitas bastantes bolas e brigando ponto a ponto para sair na frente. Kuznetsova resistiu bravamente aos cinco break points que enfrentou; Bacsinszky salvou a primeira chance, mas sucumbiu na segunda, somente no décimo segundo game, quando sacava em 5/6. Em 1h04, a russa fez 7/5.

No intervalo, seu técnico foi conversar com a campeã do US Open 2004 para tentar mantê-la motivada, já que a tenista estava muito cansada – Kuznetsova fizera, até então, neste Miami Open, quatro jogos. Todos foram em três sets, inclusive quando derrotou Serena Williams -.

Não adiantou, inicialmente. Irreconhecível, a 19ª do ranking perdeu o saque pela primeira vez na abertura da parcial. Timea, entretando, não estava confiante, e entregou a vantagem logo em seguida, sacando em 1/0. E pior: depois de ter 0/40 no saque de Svetlana, desperdiçar as três chances e perder o game, ela cedeu em seu serviço pela segunda vez no set, contabilizando três games de seu controle perdidos consecutivamente.

Para sorte da suíça, o jogo, muito errante, em nada parecia com a primeira etapa, e Kuznetsova, após correr perigo novamente em um 0/40, não conseguiu se safar: Bacsinszky sacaria em 2/3, sem quebras.

No entanto, a algoz da número um da WTA encaminhou a vaga na final ao promover a quinta quebra de saque em seis games na parcial (sim, o número é impressionante), e, na sequência, confirmar seu game pela segunda vez. 5/2.

Seguindo-se um surpreendentemente fácil serviço da 20ª colocada, Kuznetsova sacou no nono game, em 5/3, e, desta vez, sofreu, teve que buscar um 15/40 e salvar mais um break na vantagem, mas jogou com muita personalidade e não alongou mais ainda a partida: 6/3 e passaporte carimbado para a final na Flórida, após 1h56.

A russa espera, na final, a vencedora do duelo entre a bielorussa Victoria Azarenka e a alemã Angelique Kerber. No confronto direto, Svetlana tem dura vantagem de 4x3 contra Kerber, tendo o último embate ocorrido justamente em Miami, no ano passado, com vitória da campeã de Roland Garros 2009 em três. Se a adversária for Azarenka, por outro lado, Kuznetsova desempatará o confronto, que marca 4x4. A última partida foi em 2013, com vitória de Vika.