Angelique Kerber

Angelique Kerber campeã do Australian Open em cima de Serena Williams (Crédito: Tennis Australia)

TÊNIS NEWS
07/07/2016
12:37
LONDRES (ING)

A alemã Angelique Kerber, 4ª no ranking da WTA, alcançou, em Wimbledon, sua segunda final de Grand Slam na temporada, ao bater, na manhã desta quinta, a americana Venus Williams, 8ª, por duplo 6/4, em jogo com 1h11min de duração.

Com esse resultado, ela frustra as expectativas pela quinta final entre as irmãs Williams no All England Club (2002, 2003, 2008 e 2009) e chega à sua segunda final de Slam em 2016. No Australian Open, na primeira de sua vida, ela derrotou justamente Serena, em três sets.

No sábado, além de ter do outro lado da quadra uma americana ansiosa por vingança pela final em Melbourne e por sua irmã, a top 5 ainda enfrentará a Williams mais nova sedenta por seu 22º título de Grand Slam, marca que igualaria a alemã Steffi Graf, compatriota de Kerber, como maior vencedora na história dos Majors. Serena aniquilou, mais cedo, Elena Vesnina, por 6/2 e 6/0, na semifinal mais rápida da história, e chega voando na final. O Tênis News acompanhará todos os pontos do grande duelo.

O JOGO

As jogadoras tinham estratégias muito claras: enquanto Venus fazia que podia (e também o que não podia) para encurtar os pontos e buscar a definição, Kerber buscava balançar a veterana de 36 anos pela quadra e trocar bolas, fazendo-a bater fora da zona de conforto, o que quase sempre ocasionava erros da estadunidense. Williams passara quase quatro a horas a mais em quadra, em comparação com a europeia, o que acentuava ainda mais a disparidade física entre as duas, já bastante latente, se considerarmos os oito anos de diferença nas idades.

O primeiro set teve sete quebras de saque. Até o sexto game, as tenistas alternaram breaks com naturalidade. No 3/2, entretanto, Angelique conseguiu mexer Venus em seu serviço e confirmou, dando o primeiro prasso para vencer a etapa. Em seguida, quebrando pela quarta vez, ela abriu a crucial vantagem de 5/2. A veterana voltou a vazar seu saque e surpreendeu ao confirmar seu primeiro game na partida, mas a 4ª do ranking trocou bolas no décimo game e contou com os erros da adversária para fechar em 6/4.

O maior pecado da pentacampeã de Wimbledon foi não ter superado rapidamente a frustração pela derrota na primeira etapa. Ela fez 30/0 no primeiro game, mas se perdeu e foi quebrada. No 1/0, a americana desandou a errar e a campeã do Australian Open não teve dificuldades para abrir vantagem.

Depois disso, todos os games de serviço foram confirmados. Venus sofreu bastante para conferir o quinto, salvando break points, mas isso lhe deu moral e ela buscou a quebra nos três saques seguintes de Kerber. A europeia até encontrou problemas no primeiro, em que precisou voltar de 0/30, mas os percalços e as soluções eram ditados quase exclusivamente pela favorita germânica, que mostrou personalidade e sacou muito bem nos momentos importantes, mostrando estar pronta para ser novamente campeã de um Major. No final, outro 6/4 e vaga para a primeira decisão de Wimbledon na carreira de Angelique.