Um dos maiores nomes do tênis da história, o sérvio Djokovic busca seu 1º ouro

Novak Djokovic (Foto: Matthew Stockman/Getty Images/AFP)

TÊNIS NEWS
04/05/2016
13:27
MADRI (ESP)

O sérvio Novak Djokovic, líder do ranking da ATP, passou, sem maiores dificuldades, pelo jovem croata Borna Coric, 40º da lista masculina, por 6/2 e 6/4, em 1h18min, e está nas oitavas de final do Masters 1000 de Madri, disputado sobre o saibro.

A exibição deixou evidente que as dúvidas levantadas acerca da performance de Djokovic, após sua derrota para Jiri Vesely, em Monte Carlo, não são pertinentes, já que ele gastou a bola no jogo de hoje, contra um adversário de bom nível.

O jogo mostrou, também, a disparidade que existe entre os tenistas do circuito e o sérvio. Ao passo em que Nick Kyrgios, 21º, fez um jogaço contra Stan Wawrinka, vencendo o 4º melhor jogador do mundo, um dos que mais conseguem fazer frente a Novak, ficou evidente que Coric, 40º, ainda não tem a menor chance de levar dificuldades ao número 1. Com uma estratégia baseada em construir o jogo em cima do sólido backhand do undecacampeão de Grand Slam, Borna simplesmente não conseguiu sustentar as pesadas trocas de bolas com o oponente.

A partida começou com o tenista de 19 anos tendo que salvar um break point no segundo game. Mostrando personalidade, ele conseguiu sair do buraco e confirmar seu saque, mas a mesma história não se repetiu no quarto game, quando, após um erro de direita do croata, Novak fez 15/40 e aproveitou o segundo break point, balançando o oponente e vendo-o errar um slice de esquerda para fora.

Sem dificuldades para confirmar seu saque, Nole fechou o set jogando muito no oitavo game. Em mais um erro de Coric, ele fez 6/2.

A segunda parcial começou mais equilibrada. O 40º colocado do ranking elevou seu nível de jogo e, perseverando, mantinha seus saques passando bem menos sufoco do que na primeira parcial.

Por íncrivel que pareça, o único break point do set até o 10º game foi registrado no saque de Djokovic. Em 3/3, Djoko fazia mais um de seus games tranquilos, fez 40/15, mas errou, cometeu duas duplas faltas e cedeu uma chance ao rival, devidamente salva com um bom saque e uma direita matadora.

Passado o acidente de percurso, a promessa do tênis confirmou mais um saque, jogando novamente bem, enquanto Nole voltou a sacar de forma acachapante. No décimo game, então, veio a quebra solitária e derradeira. Afundando demais a bola e forçando Coric ao erro, como foi a tônica do jogo, o campeão de Indian Wells e Miami chegou ao 15/40, quando o jovem oponente cometeu mais um erro, que decidiu a partida, após 1h18min.

Na próxima rodada, o principal favorito ao título terá pela frente o osso duro de roer espanhol, Roberto Bautista Agut, 17º da ATP e 15º favorito na capital de seu país, que bateu o compatriota Feliciano Lopez, 23º, em um duríssimo jogo, por 6/3, 5/7 e 7/5.