HOME - Federer x Seppi - Masters 1.000 de Paris (Foto: Miguel Medina/AFP)

Federer continua sendo o mais bem pago tenista do Mundo (Foto: Miguel Medina/AFP)

TÊNIS NEWS
10/02/2016
10:14
NOVA IORQUE (EUA)

A renomada revista ‘Forbes’ divulgou, como faz todos os anos, a lista dos mais bem pagos jogadores de tênis, detalhando seus rendimentos entre junho de 2014 e junho de 2015. No topo, nenhuma surpresa: Federer, Djokovic e Nadal, os mais populares do esporte.

Veja quanto faturaram, em milhões de dólares, os doze jogadores que mais ganham dinheiro no tênis mundial:

12. Petra Kvitova
Premiação no tênis: $5.9 milhões
Patrocínios: $1.8 milhão
Total: $7.7 milhões

11. Grigor Dimitrov
Premiação no tênis : $2.3 milhões
Patrocínios: $5.5 milhões
Total: $7.8 milhões

10. Ana Ivanovic
Premiação no tênis $1.8 milhão
Patrocínios: $6.5 milhões
Total: $8.3 milhões

9. Stan Wawrinka
Premiação no tênis: $3.6 milhões
Patrocínios: $7.5 milhões
Total: $11.1 milhões

8. Caroline Wozniacki
Premiação no tênis: $3.6 milhões
Patrocínios: $11 milhões
Total: $14.6 milhões

7. Kei Nishikori
Premiação no tênis: $4.5 milhões
Patrocínios: $11 milhões
Total: $19.5 milhões

6. Andy Murray
Premiação no tênis: $6.3 milhões
Patrocínios: $16 milhões
Total: $22.3 milhões

5. Serena Williams
Premiação no tênis: $11.6 milhões
Patrocínios: $13 milhões
Total: $24.6 milhões

4. Maria Sharapova
Premiação no tênis $6.7 milhões
Patrocínios: $23 milhões
Total: $29.7 milhões

3. Rafael Nadal
Prêmiação no tênis: $4.5 milhões
Patrocínios: $28 milhões
Total: $32.5 milhões

2. Novak Djokovic
Preamiação no tênis: $17.2 milhões
Patrocínios: $31 milhões
Total: $48.2 milhões

1. Roger Federer
Premiação no tênis: $9 milhões
Patrocínios: $58 milhões
Total: $67 milhões

A lista mostra um bom equilíbrio entre homens e mulheres, com cinco jogadoras aparecendo entre os sete homens, que ainda têm um mercado maior. Também evidencia que nem sempre os resultados dentro de quadra são um fator para entrar na relação: falando especificamente de Kei Nishikori e Grigor Dimitrov, podemos citar o fato de o japonês ser um jogador de altíssimo nível que vem da Ásia, o que atrai um grande mercado; no caso do búlgaro, seu eterno rótulo de promessa e, principalmente, o fato de ser considerado o jogador mais bonito do circuito.

Como ponto negativo, a lista evidencia o abismo que há entre os jogadores que ocupam as primeiras posições e os que lutam para chegar lá, a chamada “classe baixa” do tênis. Tal diferença explica, por exemplo, os escândalos de manipulação no esporte, revelados em janeiro, em reportagem conjunta da ‘BBC’ com o site ‘Buzzfeed’.