João Souza, o Feijão

João Souza, o Feijão. Crédito: Fotojump/João Pires

TÊNIS NEWS
09/11/2016
17:56
Bogotá, Colômbia

Dia difícil para o tênis brasileiro no Challenger de Bogotá. O torneio, de US$ 75 mil em premiação, viu a eliminação dos brasileiros João Souza, o Feijão; Caio Zampieri e do qualifier Fernando Romboli. Único brasileiro ainda vivo na chave é o gaúcho André Ghem.

Primeiro em quadra no dia, Zampieri encarou uma pedreira contra o colombiano Santiago Giraldo. O brasileiro ainda fez alguma resistência no primeiro set, mantendo a parcial empatada até o último momento e salvando seis dos 7 break-points que enfrentou, mas acabou sendo superado por 7/5. No segundo set Zampieri chegou a ter três break-points, mas não converteu nenhum e acabou perdendo o saque, e a parcial por 6/3, e o jogo.

Ghem entrou em quadra contra Feijão em uma partida de 2h18 extremamente equilibrada. Dominando o primeiro set, Ghem marcou 6/3 sem dificuldades. Em seguida, Feijão tomou o controle do jogo para si e liquidou a segunda parcial por 6/2. Forçando o set decisivo os brasileiros seguiram no equilíbrio até o tie-break, onde Ghem levou a melhor por 7/2.

E o último brasileiro a se despedir do torneio colombiano nesta quarta-feira foi o carioca Fernando Romboli, em uma partida de 1h26, com parciais de 6/3 7/6(4), contra o cabeça de chave número 4 do torneio, o espanhol Inigo Cervantes.