João Olavo Souza, o Feijão

Feijão no Rio Open 2015 - Divulgação

Tênis News
10/11/2015
12:23
Rio de Janeiro (RJ)

João Olavo Souza (Taesa/Alabarce/Claro/Asics/Wilson), 139 do ranking, encerrou sua temporada 2015 após a participação no challenger de Bogotá, na Colômbia, onde caiu nas quartas de final diante do campeão do evento, o colombiano Eduardo Struvay.

Feijão, que treina na Acioly Tennis Team, comandada por Ricardo Acioly, no Rio de Janeiro, comentou sobre a temporada onde fez semifinal do Brasil Open, ATP 250 jogado em São Paulo, quartas de final no Rio Open, ATP 500 no Rio de Janeiro, a histórica participação na Copa Davis em Tecnópolis, na Argentina, contra Leonardo Mayer batendo o recorde da competição com 6h42min em quadra além da vitória em mais de quatro horas contra Carlos Berlocq. Ele também disputou os quatro Grand Slams do ano.

"Foi um ano com lembrançs inesquecíveis e de muito aprendizado", apontou Feijão que atingiu sua melhor posição da carreira com o 69º lugar na ATP: "Comecei super bem a temporada, jogando meu melhor tênis com participações emocionantes aqui e na Copa Davis. Não fiquei feliz por ter perdido aquele jogo contra o Mayer, mas não imaginava ter a capacidade de aguentar aquele tempo todo em quadra e por pouco não ter virado um jogo perdido. Depois fui pra Europa onde aprendi muito e que vai ser importante pro meu futuro, só jogando os principais torneios, contra os melhores. Joguei contra o Djokovic em plena quadra central do US Open e deu pra ver que ele está dem outro nível contra qualquer tenista do circuito. Não terminei o ano como queria, gostaria de ter fechado no top 100, mas aprendi bastante e certamente trabalhei ainda mais duro em 2016 para voltar a jogar meu melhor tênis para subir de novo".

Feijão agora descansa por duas ou três semanas onde recomeça os treinamentos no Rio de Janeiro, com a Acioly Tennis Team, para a próxima temporada.