Roger Federer

Roger Federer (Crédito: Peter Staples/ATP World Tour)

TÊNIS NEWS
16/06/2016
13:33
HALLE (ALE)

O suíço Roger Federer, 3º no ranking da ATP, bateu, na tarde desta quinta-feira, o tunisiano Malek Jaziri, 64º, por 6/3 e 7/5, em 1h08min, e está nas quartas de final do ATP 500 de Halle, na Alemanha, jogado sobre a grama.

Jaziri apresentou um alto nível de tênis e levou dificuldades ao suíço em várias oportunidades. Os dois primeiros games de saque do favorito não foram tão tranquilos, mas ele confirmou.

Uma brecha só veio no oitavo game, quando Roger abriu 15/40 depois de um ponto sensacional em que aplicou um lob no tenista da Tunísia, este devolveu com uma boa direita de costas e o 3º colocado na lista masculina matou no bate-pronto. Então, na segunda chance, Malek cometeu um erro não forçado e entregou a quebra. Sacando bem, Federer fez 6/3, em 28 minutos.

A segunda parcial foi dura. O 64º da ATP largou jogando demais, fazendo seu serviço e quebrando Federer de 0, algo raro na grama. Rapidamente, o azarão tinha 4/1.

Mas parou por aí. Em 4/2, o africano abriu 30/0, mas cometeu um erro, levou um winner de esquerda e cometeu erro e dupla falta. No 30/40, os tenistas trocaram bolas até Federer cruzar uma direita em cima da linha e Malek desistir da bola, pedindo o desafio, seu terceiro no game. O challenge apontou bola boa e o multicampeão de Majors empatou em seguida.

Depois do turbilhão, os dois confirmaram seus serviços. No décimo primeiro game, Jaziri cometeu dois erros não forçados no iguais e entregou de bandeja a oportunidade para o principal favorito ao caneco alemão sacar para a partida.

O tunisiano ainda dificultou o game, saindo com 0/30. Entretanto, Roger tirou da cartola um winner de direita e dois aces. Em pouco mais de uma hora, o trabalho estava finalizado.

Amanhã, o ex-líder do ranking enfrentará o belga David Goffin, 11º, que sofreu muito para vencer o segundo set contra Sergiy Stakhovski, da Ucrânia, 100º, e contou com a desistência do rival no início do terceiro set para avançar: 4/6, 7/5, 2/0 e retirada.

Stakhovsky, que bateu Federer em Wimbledon 2013, sacou em 5/4 no segundo set, mas escorregou na quadra, machucou-se no que poderia ser o último game do jogo, salvou dois break points, mas não resistiu e desistiu após perder o segundo game da parcial decisiva.