Um dos maiores tenistas da história, Federer busca mais um ouro olímpico

(Foto: AFP / GREG WOOD)

Tênis News
24/06/2016
08:14
Londres (Inglaterra)

A final dos dois últimos anos entre Roger Federer versus Novak Djokovic não irá se repetir. Mas o sorteio de Wimbledon colocou os dois no mesmo lado para uma possível semifinal no All England Club, Grand Slam que começa na segunda-feira.

O suíço estreia diante do argentino Guido Pella, 51º colocado e vice-campeão do Rio Open, em duelo inédito no circuito. Roger tenta recorde no torneio buscando a oitava conquista. Se avançar pega na segunda fase possivelmente o lituano Ricardas Berankis, na terceira o ucraniano Aleksandr Dolgopolov, nas oitavas Gilles Simon, para as quartas o japonês Kei Nishikori e semi o sérvio líder do ranking que o bateu nas duas últimas decisões.

Nole, que tenta feito inédito na Era Aberta com o quinto Grand Slam seguido, estreia diante do britânico James Ward, 177º, pela primeira vez. Tem Kyle Edmund, local, ou o francês Adrian Mannarino na segunda fase, Sam Querrey na terceira, o espanhol David Ferrer ou o alemão Philipp Kohlschreiber nas oitavas e Milos Raonic em potencial quartas de final.

No outro lado da chave, Andy Murray é o segundo favorito. O campeão de 2013 pega o local Liam Broady, convidado, e na segunda fase Yen Lu ou um qualifier. Seu potencial rival na semi é Stan Wawrinka que pode ter grande duelo contra Juan Del Potro na segunda rodada. Stan estreia contra Taylor Fritz, perigoso jovem americano ex-número 1 juvenil e Del Potro pega o francês Stephane Robert.

Outro duelo interessante é a repetição da semifinal em Halle, na Alemanha, em que Florian Mayer bateu Dominic Thiem, sétimo ranqueado e semi de Roland Garros.