Roger Federer

Divulgação

Tênis News
09/01/2017
18:57
Perth (Austrália)

O suíço Roger Federer voltou ao circuito competindo no torneio exibição Copa Hopman, em Perth, na Austrália, e d lá concedeu uma entrevista ao site de seu país, Bluewin, onde falou de seus planos para 2017 e seguiu crítico a defesa de doping.

"Agora sou mais cauteloso. Sei a idade que tenho e não posso pensar em Tóquio 2020. Por agora, planejo ir à Miami em abril. Depois disto, claro teho uma ideia de que torneios quero jogar, mas isso apenas se as coisas forem bem nas próximas semanas e meses", declarou.

Perguntado sobre quando será seu fim como profissional, Federer destacou que ouviu muito essa pergunta em 2009 e posteriormente, mas desconhece a resposta. "Não sei o que responder. De certa forma, seria mais fácil se eu já soubesse exatamente quando tudo fosse acabar. Deixei acontecer e chegará o momento em que vou me sentir assim".

"Se alguém testa positivo, que seja punido imediatamente e que pare tudo por aí. O esporte não é tão dependente de uma estrela para blindá-la e não a deixasse cair. Além disso, o tênis segue e seguirá sendo um esporte, algo intuitivo; Dispensa-se o doping", opinou.