icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
22/08/2015
21:46

Após derrotar Andy Murray por 6/4 7/6 (10/8) na semifinal do Masters 1000 de Cincinnati, o suíço Roger Federer concedeu entrevista coletiva e pregou respeito ao sérvio Novak Djokovic, atual número um do mundo e seu rival na final deste domingo.



"Eu vou dar tudo de mim amanhã, mas será difícil. Não poderia esperar um oponente mais difícil do que o Djokovic. Espero que eu possa tirar proveito do fato que passei pouco tempo em quadra durante o torneio ao longo da semana", analisou o suíço, que ainda não cedeu sets na competição, ao contrário de seu adversário, que ficou perto da derrota nas oitavas de final contra David Goffin e na semi contra Alexandr Dolgopolov.

Se conquistar o título neste domingo, será o sétimo troféu de Federer em Cincinnati: "Seria ótimo vencer outro Masters 1000, especialmente aqui. Ter a chance de jogar amanhã buscando minha sétima conquista seria fantástico. Estou preparado e em perfeitas condições para essa final", finalizou empolgado o natural da Basileia.

Após derrotar Andy Murray por 6/4 7/6 (10/8) na semifinal do Masters 1000 de Cincinnati, o suíço Roger Federer concedeu entrevista coletiva e pregou respeito ao sérvio Novak Djokovic, atual número um do mundo e seu rival na final deste domingo.



"Eu vou dar tudo de mim amanhã, mas será difícil. Não poderia esperar um oponente mais difícil do que o Djokovic. Espero que eu possa tirar proveito do fato que passei pouco tempo em quadra durante o torneio ao longo da semana", analisou o suíço, que ainda não cedeu sets na competição, ao contrário de seu adversário, que ficou perto da derrota nas oitavas de final contra David Goffin e na semi contra Alexandr Dolgopolov.

Se conquistar o título neste domingo, será o sétimo troféu de Federer em Cincinnati: "Seria ótimo vencer outro Masters 1000, especialmente aqui. Ter a chance de jogar amanhã buscando minha sétima conquista seria fantástico. Estou preparado e em perfeitas condições para essa final", finalizou empolgado o natural da Basileia.