HOME - Marcelo Melo e Bruno Soares no Aberto do Rio (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)

HOME - Marcelo Melo e Bruno Soares no Aberto do Rio (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)

Tênis News
01/03/2016
19:46

Uma das mais importantes empresas de dados e estatísticas do mundo, a Infostrada, publicou por meio de sua divisão de esportes um novo estudo sobre a tendência das medalhas para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e apontou outo para Djokovic e Melo/Soares.



Nos estudos prévios da empresa, o líder do ranking, Novak Djokovic, bronze nos Jogos de Pequim, na China, em 2008, irá finalmente conquistar seu tão sonhado ouro.

Roger Federer, por sua vez, vai bater mais uma vez na trave de acordo com os dados calculados pela empresa e ficará com mais uma medalha de prata. Atual campeão olímpico, Andy Murray deve, ainda de acordo com o estudo, ficar com o bronze.

Nas duplas masculinas, de acordo com a pesquisa o ouro ficará nas mãos dos mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo, com prata para os irmãos Bob e Mike Bryan e bronze para os romenos Florin Mergea e Horia Tecau.

Os dados apontam ainda uma medalha de prata para o Brasil nas duplas mistas, com influencia do fator casa. Para o estudo, o ouro das duplas mistas ficará na mão dos indianos Sania Mirza e Rohan Bopanna. Já o bronze ficaria para os Estados Unidos com uma dupla com um dos irmãos Bryan e uma das irmãs Williams.

As Williams, tricampeãs olímpicas, devem ficar de fora do pódio. O ouro, segundo a Infrostrada ficará para a Suíça de Belinda Bencic e Martina Hingis, com prata para a Índia e bronze para a Rússia numa parceria foram da por Elena Vesnina e uma compatriota.

No feminino, Serena é favorita ao bi-olímpico e deve superar a polonesa Agnieszka Radwanska, que ficaria com a prata. Angelique Kerber garantiria o bronze para a Alemanha.