Rafael Nadal

Rafael Nadal (Foto: USTA)

TÊNIS NEWS
06/10/2016
12:58
PEQUIM (CHN)

O espanhol Rafael Nadal, 4º do ranking mundial, passou, na manhã desta quinta-feira, por mais um desafio no ATP 500 de Pequim, na China, disputado em quadras duras. Mostrando um bom tênis, ele venceu o francês Adrian Mannarino, 64º, que veio do qualifying, por 6/1 e 7/6(6), em 1h51, e está nas quartas de final.

Amanhã, o ‘Touro Miúra’ encara o búlgaro Grigor Dimitrov, 20º, que venceu, de virada, o francês Lucas Pouille, 16º, 6º favorito ao título e algoz de Nadal no US Open, por 6/7(3), 7/6(0) e 6/4, em 2h25. Em sete jogos entre o espanhol e o búlgaro, sete vitórias para Rafa.

A vaga também dá um bom fôlego ao espanhol na briga por uma vaga no ATP Finals, em novembro, na cidade de Londres, que engloba os oito melhores jogadores da temporada. No ranking de 2016, ele passa o austríaco Dominic Thiem e vai à 7ª posição, com 3290 pontos, 420 à frente de Tomas Berdych, primeiro que poderia ultrapassá-lo nessa corrida.

O JOGO
Nadal começou jogando como na época em que era número um do mundo. Lembrando os velhos tempos, entrou ‘voando’ e rapidamente abriu 3/0. Seu oponente, brigando demais, ainda conseguiu confirmar no quarto game, mas, com o top 5 atuando em nível muito superior, com uma velocidade de pernas impressionante, Mannarino se viu acuado e pressionado durante toda a primeira etapa, o que inevitavelmente ocasionou erros, quando Rafa não finalizava o trabalho. Em apenas 29 minutos, ele fez 6/1.

Já a segunda parcial foi muito diferente. Utilizando sua melhor arma, o saque, Adrian saiu na frente, entrando no set com outra perspectiva. Os quatro primeiros games foram duríssimos, com ambos suando para confirmar seus serviços. O favorito já não dominava as ações como antes; o azarão muitas vezes entrava na quadra, atacava e colocava Rafa em situações desconfortáveis. Nadal chegou à quebra no 1/1 e segurou seu saque no 1/2, salvando dois break points, mas a resistência não duraria por muito mais tempo: no sexto game, em 2/3, um erro no 30/40 selou a primeira tomada de saque pelo francês. Depois de o francês salvar um break point no 3/3, os dois atletas se estabilizaram em seus games, jogando um ótimo tênis, e a etapa foi para o tiebreak.

Nele, Mannarino abriu 2/0 em erro de Rafa que evidenciou alguma estabilidade e preocupou seus fãs, mas a miniquebra foi imediatamente recuperada. Passado o ponto ruim, Rafa jogou demais, aplicou uma passada primorosa no 1/2 e dominou o ponto seguinte para abrir, ele, vantagem, porém ela durou apenas até o 4/2. Após uma troca de miniquebras no 4/4, o 64º colocado salvou o primeiro match point de Nadal com muita paciência junto à rede, mas cometeu o erro no ponto seguinte e deu a chance do multicampeão servir em 7/6. Em boa ida à rede, o duríssimo segundo set, de 1h22, estava concluído, assim como a tarefa do dia do ‘Touro Miúra’.