Djokovic

(Foto: AFP/PHILIPPE LOPEZ)

TÊNIS NEWS
05/06/2016
13:59
Paris (França)

Novak Djokovic, número 1 do mundo, finalmente teve seu dia de glória e levantou, neste domingo, seu primeiro título de Roland Garros ao derrubar o britânico Andy Murray e entrou para a história do tênis ao ser o oitavo a vencer o Career Grand Slam.

O natural de Belgrado saiu atrás, mas marcou 3 sets a 1 com parciais de 3/6 6/1 6/2 6/4 diante do segundo do ranking após 3h03 de duração na lotada Philippe Chatrier e fria Paris.

Djokovic fatura seu primeiro Slam no saibro parisiense após frustrações com os vices em 2012, 2014 e 2015 (para Rafael Nadal nos dois primeiros e Stan Wawrinka no último ano).

Este se torna o 12° Grand Slam dele e Nole se torna o oitavo a vencer os quatro Majors em anos diferentes igualando Roger Federer, Rafael Nadal, Andre Agassi, Rod Laver, Roy Emerson, Fred Perry e Donald Budge. O maior vencedor de Slams é Roger Federer com 17 conquistas.

O jogo

Djokovic largou muito bem o jogo quebrando com belas curtinhas, mas Murray virou, fez quatro games seguidos jogando solto, acelerando a direita, sacando bem. O jogo equilibrou, mas Murray manteve a vantagem e após reclamações do sérvio em um saque duvidoso, fechou com erro de Nole no backhand por 6/3 em pouco mais de 40 minutos.

O sérvio veio com mais consistência e agressividade na segunda parcial e viu Murray errar mais. Passou a dominar, quebrou no segundo game com dupla-falta do britânico e no sexto game com winner de backhand para fechar com segundo saque na linha por 6/1 com o embalo da torcida. Foram 11 winners de Djokovic e 7 erros. Murray errou 9 e só bateu três vencedoras.

Um voleio muito fácil na rede deu a quebra para Djokovic que abriu 3/1 com dificuldade, mas se soltou e foi pra cima quebrando de novo. Murray teve quatro chances para devolver uma das quebras, mas o sérvio sacou firme e confirmou em 5/1. Nole fechou com bola boa do britânico que o juiz deu fora com o sérvio. Djokovic 6/2.

Na última parcial Murray começou errando e o sérvio abriu 2/0 e depois sacou pro jogo em 5/2, mas cometeu dupla-falta, erro, mostrou nervosismo e deixou Murray chegar em 4/5. Ele sacou, abriu 40/15 , perdeu os dois com erros e depois fechou com erro do rival em longa troca: 6/4 e muita emoção e coração em quadra. Na plateia, Guga se emocionou com a homenagem.