Djokovic

Novak Djokovic (Foto: THOMAS SAMSON/AFP)

TÊNIS NEWS
27/07/2016
16:22
TORONTO (CAN)

O sérvio Novak Djokovic passou, na tarde desta quarta-feira, pela estreia do Masters 1000 de Toronto. Ele bateu o luxumburguês Gilles Muller, 37º colocado, por 7/5 e 7/6(3), em 1h43, e está nas oitavas de final no piso duro canadense.

Foi seu primeiro jogo após a derrota para o americano Sam Querrey, nas oitavas de Wimbledon. Agora, ele enfrentará o veterano tcheco Radek Stepanek, 129º, que veio do qualifying. Após superar o favorito Benoit Paire, Stepanek derrotou, hoje, o convidado local Peter Polansky, por 7/6(5) e 6/4.

O JOGO

O primeiro set começou dominado pelo saque. Nos quatro primeiros games, apenas um ponto de um recebedor foi contabilizado. A partir do 2/2, os tenistas foram achando o ritmo dos saques adversários, principalmente Djokovic, e o jogo começou a ter trocas de bolas e ficar um pouco mais equilibrado, apesar de nenhum dos atletas ceder oportunidades ao oponente.

Isso só ocorreu no 5/5. Com Gilles sacando em 30/30, Novak ligou o ‘modo número um do mundo’, se defendeu demais e conseguiu uma grande passada paralela de backhand. Então, na primeira chance que teve, disparou mais uma passada, desta vez na devolução: 6/5. Na sequência, ele não desperdiçou a chance de fechar e concretizou o 7/5.

A segunda parcial pareceu que seria mais fácil quando Nole vazou o serviço do rival no terceiro game. Entretanto, o líder do ranking deu bobeira no game seguinte, cometeu duplas faltas e não segurou a agressividade de Muller, que devolveu o break. O jogo parecia irritar Novak, que mostrou descontentamento com seu rendimento e atirou a raquete no chão quando o marcador apontava 3/3.

Sacando em 4/4, contudo, o 37º do ranking jogou mal, cometeu duas duplas faltas e entregou novamente o serviço. Por outro lado, ele se saiu muito bem no 5/4, contou com uma dupla falta de Nole e disparou seu segundo winner no game em 15/40, igualando novamente o placar. Com Muller precisando salvar mais uma oportunidade de quebra no 5/5, o jogo foi para o tiebreak.

A primeira miniquebra foi para o tenista de Luxemburgo, que abriu 3/1, mas daí para frente só deu Novak Djokovic, que superou as impactantes idas à rede do oponente, conseguiu três minibreaks e fechou em 7/3. Na comemoração, o principal favorito ao título mostrou estar aliviado e vibrou muito.