Novak Djokovic

Novak Djokovic (Crédito: Divulgação)

TÊNIS NEWS
10/04/2016
14:42
MONTE CARLO (MON)

O número um absoluto do ranking da ATP, Novak Djokovic, deu uma entrevista no tapete vermelho da festa de gala do Masters 1000 de Monte Carlos. Morador de Mônaco, local do torneio, ele comentou quão especial é jogar ‘ao lado de casa’ e falou da expectativa por Roland Garros, Major que ainda não conquistou.

"Eu fiz tudo para ser número 1, então não posso reclamar de ser o favorito em todos os torneios em que compito. Na verdade, eu aprecio isso. É algo que pressiona? Claro, mas todos têm pressão", alegou.

Ele ainda rechaçou veementemente o rótulo de Roland Garros ser uma 'obsessão' para ele, já que é o único Grand Slam ainda não vencido pelo tenista de Belgrado, considerado um dos melhores da história. Recuso-me a usar esta palavra ['obsessão]. Não é uma expressão positiva. Em minha mente, com a minha abordagem holística, vou fazer o maior esforço possível para focar no presente. Não vai mudar muito a minha preparação para Roland Garros em relação aos anos anteriores; saber que fiquei a poucos passos de ganhar lá nestes últimos anos me dá confiança, mostra que tudo que eu fiz é suficiente".

“Estar em casa e poder jogar num clube que fica a 3 ou 5 minutos do local onde moro me dá muita alegria e satisfação. É uma semana especial, uma das mais especiais para mim, porque posso estar com a minha família e dormir na minha própria cama, para variar”, disse, posteriormente, sobre o campeonato que se inicia amanhã.

Sobre o torneio, ele destacou que basicamente todos os grandes jogadores do Tênis estarão no Monte Carlo Country Club, algo que nem sempre acontece. Ele ainda destacou que não treinou muito na terra batida, mas espera que isso não seja um grande problema. “Todos os melhores jogadores do Mundo estarão aqui, à exceção de de Nishikori, então será uma edição muito forte, provavelmente a mais forte dos últimos anos, e eu estou ansioso. Não tive muito tempo para fazer a transição de quadras duras para o saibro, mas não é a primeira vez em que isso acontece. Espero que tudo dê certo”.

O sérvio sai de bye no evento, por ser cabeça de chave, e estreia contra o vencedor da partida entre o tcheco Jiri Vesely e o russo Teymuraz Gabashvili, em jogo que deve ocorrer na terça ou quarta feira.