Djokovic

(Foto: AFP / KARIM JAAFAR)

TÊNISNEWS
18/01/2016
07:59
Melbourne (Austrália)

Número 1 do mundo, Novak Djokovic comentou a notícia que caiu como uma bomba no mundo do tênis nesta segunda-feira. Em matéria publicada pela BBC e Buzzfield, tenistas do top 50 teriam manipulado resultados, inclusive campeões de Wimbledon.



De acordo com a reportagem os jogos ocorreram nos últimos dez anos, mas ainda não há evidências concretas e nomes não foram revelados. A ATP, WTA e ITF foram à público dizer que não toleram qualquer tipo de corrupção e seguem na investigação.

Para o sérvio, por enquanto tudo está na especulação, mas a notícia não compromete o esporte: "Não acho (que fique uma sombra sobre todo mundo). Soube da história e li que alguns tenistas mencionados inclusive não jogam mais, partidas que ocorreram 10 anos atrás. Não há espaço para manipulação de resultados ou corrupção em nosso esporte. Estamos tentando colocar o mais limpo possível. Temos um esporte atualizado em seus programas e autoridades para lidar com esses casos particulares. Não acho que tenha uma sombra em nosso esporte. Pelo contrário, as pessoas falam de nomes, tentando adivinhar quem é, mas não há uma prova real ou evidência de tenistas em atividade. E enquanto continuar assim será especulação. Então temos que manter assim", disse Djokovic.

O líder do ranking comentou de um caso onde recebeu uma proposta de US$ 200 mil para entregar um jogo no ATP de São Petersburgo, na Rússia, que acabou nem disputando em 2007: "Não vieram diretamente a mim pessoalmente, chegaram em pessoas que trabalhavam em minha equipe na época e claro que rejeitamos na hora. Infelizmente tínhamos rumores, algumas pessoas em volta, mas nos últimos seis, sete anos não escutei mais nada. Nunca chegaram até mim pessoalmente, mas esse caso me fez me sentir terrível pois não quero nunca estar ligado a isso. Alguns podem chamar isso de oportunidade, mas pra mim é um ato anti-desportivo, um crime no esporte que não compactuo. Não há espaço para isso no tênis."

Nole comentou também de torneios de tênis serem patrocinados por empresas de apostas: "É um tema a se discutir hoje e no futuro. É uma linha tênue, se você quer ter empresas de apostas em grandes torneios é difícil dizer o que está certo ou errado. Um dos motivos do tênis ser tão popular é porque tem valor de integridade. Protegê-la é uma das maiores prioridades de cada liderança da associação. Sei que há muitos sites de apostas e empresas usando nossos nomes e marcas, imagens nos torneios e jogadores e partidas para tirar dinheiro disso. E o tênis não pega realmente a parte do bolo, vocês entendem o que quero dizer. É duro dizer, não tenho ainda uma opinião clara sobre isso. É algo a se discutir".