Djokovic

Novak Djokovic fez homenagem para Guga (Foto: AFP/PHILIPPE LOPEZ)

TÊNIS NEWS
05/06/2016
14:15
PARIS (FRA)

Ainda na quadra, após a final que consagrou Novak Djokovic pela primeira vez como campeão do Grand Slam da terra batida, os dois tenistas expressaram o que estavam sentindo. Apesar de muita educação e um discurso levemente pré-fabricado, os discursos tiveram momentos emocionantes.

“Foi um momento muito especial. Muito obrigado a todos. Fiz o coração como Guga, com a permissão dele”.

Na sequência, ele parabenizou o rival.

“Andy, parabéns pelo torneio. É sempre um prazer jogar contra você. Infelizmente, no tênis, um tem de perder”, consolou, parabenizando, também, o time de Murray, pelo “grande torneio feito”

“Tenho de agradecer a meu time. Tem tantas coisas sobre as quais eu posso falar amanhã, mas vocês sabem do que estou falando”, disse, muito emocionado, certamente lembrando de toda a pressão enfrentada pelo título hoje alcançado.

Por fim, ele agradeceu à torcida, com muita emoção.

“Gostaria de agradecer a todos. Muito obrigado pela paciência que vocês tiveram comigo. De todo o meu coração, muito obrigado”.

Murray, por sua vez, foi bastante político.

“Obrigado a todo o meu time, meus amigos e família. Também gostaria de agradecer ao público. Vocês fizeram uma atmosfera incrível, foi um prazer jogar para pessoas assim”.

Depois de agradecer ao staff do torneio, o escocês congratulou time de Djokovic e, claro, o grande campeão, elogiando muito seus feitos desde 2015.

“Parabéns ao time do Djokovic, vocês merecem o título dele. Finalmente, parabéns ao Novak. O que ele alcançou nos últimos 12 anos foi fenomenal. Vencer cinco Grand Slams em um tempo tão curto é inacreditável. É muito raro ver isso (tal domínio). Infelizmente, eu estava do outro lado e perdi”. Me sinto orgulhoso por ter feito parte disso (da partida). Muito obrigado”, finalizou Andy, que chegou a chorar no final partida, sentado em seu banco.