icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
22/08/2015
19:42

O sérvio Novak Djokovic esteve perto da eliminação no Masters 1000 de Cincinnati duas vezes. Nas oitavas, contra David Goffin, ele esteve duas quebras abaixo no 3º set, e neste sábado, na semi, viu Alexandr Dolgopolov ficar a dois pontos da vitória tendo 5-4 com dois saques no tie-break do 2º set. 



Mas o número um do mundo não desistiu, foi atrás da virada e neste domingo disputará, contra Roger Federer, a final do torneio pela quinta vez. Ele já possui quatro vices no único Masters 1000  que nunca venceu e pode se tornar, com o título, o primeiro jogador da história a completar o 'Career Golden Masters'.

"É claro que em algum lugar no fundo da sua mente você tem consciência do que está se passando, mas no fundo é só mais um jogo. Quando ele abriu 3-0 no tie-break eu pensei que o jogo estava indo para ele, mas eu prefiro cavar fundo e me recuso a desistir. Foi assim que ganhei. Basicamente o mesmo que aconteceu contra o Goffin", afirmou o sérvio.

"Eu não fiquei feliz com a maneira como joguei hoje, mas uma vitória é sempre uma vitória. Eu consegui fazer isso porque lutei muito por isso", ressaltou o atual líder do ranking. 

O sérvio Novak Djokovic esteve perto da eliminação no Masters 1000 de Cincinnati duas vezes. Nas oitavas, contra David Goffin, ele esteve duas quebras abaixo no 3º set, e neste sábado, na semi, viu Alexandr Dolgopolov ficar a dois pontos da vitória tendo 5-4 com dois saques no tie-break do 2º set. 



Mas o número um do mundo não desistiu, foi atrás da virada e neste domingo disputará, contra Roger Federer, a final do torneio pela quinta vez. Ele já possui quatro vices no único Masters 1000  que nunca venceu e pode se tornar, com o título, o primeiro jogador da história a completar o 'Career Golden Masters'.

"É claro que em algum lugar no fundo da sua mente você tem consciência do que está se passando, mas no fundo é só mais um jogo. Quando ele abriu 3-0 no tie-break eu pensei que o jogo estava indo para ele, mas eu prefiro cavar fundo e me recuso a desistir. Foi assim que ganhei. Basicamente o mesmo que aconteceu contra o Goffin", afirmou o sérvio.

"Eu não fiquei feliz com a maneira como joguei hoje, mas uma vitória é sempre uma vitória. Eu consegui fazer isso porque lutei muito por isso", ressaltou o atual líder do ranking.