Novak Djokovic

Novak Djokovic (Crédito: Tennis Australia)

TÊNIS NEWS
24/02/2016
13:49
DUBAI (UAE)

O sérvio Novak Djokovic teve muita facilidade para vencer o convidado tunisiano Malek Jaziri, apenas o 121º da ATP, pela 2ª rodada do ATP 500 de Dubai, nos Emirados Árabes, apesar de ter errado bastante. O placar foi de 6/1 e 6/3, em 1h05min de jogo.

Djokovic cometeu 25 erros não forçados em 15 games, um número bem alto para os padrões do sérvio.

O primeiro set foi bastante fácil. Djokovic cometia erros – que seriam maximizados no início da segunda parcial -, e isso mantinha o tunisiano vivo em seu saque. Quando o sérvio manteve a bola em quadra, conseguiu a quebra, na terceira chance que teve, com Jaziri sacando em 1/2.

Depois, um atropelamento. Em pouquíssimo tempo, Nole quebrou o oponente novamente, no 1/4 , e fez 6/1, em apenas 27 minutos.

O início da segunda etapa, no entanto, não foi bom para o melhor jogador de tênis do Planeta. Após ter 0-40 no primeiro game, ele cometeu quatro erros não forçados consecutivos, irritou-se com tantas falhas e recuperou-se, mas errou novamente e entregou o game. A essa altura, ele já tinha desperdiçado dez break points na partida.

No game seguinte, sacando em 0/1, Nole começou com uma dupla falta e 0-30, mas o saque lhe tirou das cordas e ele conseguiu confirmar seu serviço. Em seguida, Jaziri decidiu retribuir os presentes, cometeu inúmeros erros e perdeu o saque facilmente, na sexta chance de quebra de Djokovic no segundo set.

Djoko confirmava a maioria de seus saques com muita facilidade, frequentemente sem ceder pontos, mas, no 3/1, não conseguiu quebrar Malek.

A partir do sexto game, então, Novak embalou. Confirmou seu saque, mais uma vez de 0, quebrou Jaziri e, apesar de cometer uma dupla falta em seu primeiro match point posteriormente e ceder a Jaziri seu primeiro break point no jogo, confirmou seu saque no oitavo game, fechando o jogo em 6/1 e 6/2, em pouco mais de uma hora.

Agora, ele enfrentará, já nas quartas de final, o espanhol Feliciano Lopez, 25º da ATP e 6º cabeça de chave nos Emirados Árabes Unidos, que bateu Lukas Rosol, da República Tcheca, por 2 sets a 0.