Djokovic e Del Potro

Novak Djokovic (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

TÊNIS NEWS
22/09/2016
13:33

O líder do ranking da ATP, Novak Djokovic, concedeu uma entrevista à emissora britânica Sky Sports em que declarou não estar “jogando tênis com paixão” desde sua conquista em Roland Garros, no início de junho, seu 12º troféu de major, que o fez completar o career slam (títulos nos quatro maiores torneios do tênis).

“Mal posso esperar para voltar a curtir o fato de estar dentro de quadra. Não sei como, mas perdi a paixão depois de Paris. Nos últimos dois meses, foi complicado encontrar essas sensações. Foi uma grande temporada, um excelente US Open, mas (o ano) ainda não acabou”, disse o número um.

As palavras vêm na esteira do pior momento do tenista de Belgrado em quase dois anos. Após um 2015 quase perfeito e um início de 2016 avassalador, Nole sofreu derrotas em Wimbledon (Sam Querrey), na Rio-2016 (Juan Martín del Potro) e US Open (Stan Wawrinka), frustrando as expectativas de quem apostava numa temporada ainda melhor do que a passada, podendo, inclusive, conquistar os quatro majors e os Jogos Olímpicos, chegando ao golden slam, algo que somente a alemã Steffi Graf conseguiu na história do esporte.

Passada a turbulência, Novak quer voltar a se divertir exercendo sua profissão. “Estou ansioso para ir à Ásia e voltar a competir, mas, de preferência, sem problemas físicos”, que vem enfrentando, no segundo semestre, problemas no punho.