Juan Del Potro

Juan Martín del Potro (Crédito: Reprodução Twitter)

TÊNIS NEWS
13/03/2016
12:03
INDIAN WELLS (EUA)

Derrotado, mas satisfeito, sobretudo com o mais simples: estar de volta ao mundo do tênis. Este é Juan Martín del Potro. O argentino, perdeu para Tomas Berdych, na segunda rodada de Indian Wells. Uma derrota normal, para o 7º do ranking.

O importante para a 'Torre de Tandil', porém, é atravessar todos os desafios dentro da quadra de tênis, e não assistindo à TV. Ele fez uma análise de sua situação, em geral, e também do jogo.

“Olhando para alguns meses atrás, minha realidade era completamente diferente da que vivo hoje. As pessoas que estiveram do meu lado sabem quão duro foi [ficar fora do circuito] e quão triste eu estive durante tanto tempo”. “Mas, pensando além da derrota, que é sempre algo triste, estou sentado, aqui, voltando a viver todo este show [o circuito], que é magnífico. O que sinto dentro da quadra e o apoio que as pessoas me dão são espetaculares”, falou o argentino, muito feliz por estar evoluindo em sua volta, ao site oficial do torneio.

“Jogue contra um top 10, em um estádio que estava praticamente a meu favor [com o público torcendo por ele]. Isso é algo de que sentia muita falta e que é muito difícil conseguir”.

“Esse jogo contra Berdych me mostrou quão longe estou, o que devo melhorar. Entretando, poderia ter sido uma surra, mas não foi”, analisou o argentino.

Adotando um discurso otimista, desde sua volta, o campeão do US Open 2009 está cada vez mais animado para enfrentar todos os desafios pelos quais precisará passar. “Estou preparado mentalmente para passar por estes momentos difíceis, mas os atravessarei jogando tênis, e não assistindo pela televisão, de casa”, declarou, emendando com mais otimismo. “Se tudo sair bem, estarei jogando em Miami [o Masters 1000 da Flórida começa no dia 24 de março]. Com isso, completarei três torneios em um mês [ele voltou à ação no ATP 250 de Delray Beach, também na Flórida, há três semanas], o que já é muito”.

“Depois, vem a temporada de saibro, que não disputo desde 2013. Nem me lembro qual é a cor do piso. Se eu estiver saudável, jogá-la-ei, no entanto”, completou Del Potro, em declarações que certamente animam bastante todos os amantes do tênis, que esperam vê-lo em Roland Garros, o próximo Grand Slam, que se inicia no final de maio.