Juan Del Potro

JUan Del Potro. Crédito: Reprodução Twitter

Tênis News
29/07/2016
19:05
Buenos Aires (Argentina)

O argentino Juan Martín del Potro recebeu a imprensa em Buenos Aires a convite de um patrocinador e comentou de suas expectativas para os Jogos Olímpicos, que disputará com ranking protegido, e lamentou a ausência de Federer no circuito.

Delpo começou a coletiva falando sobre a lutas por medalhas: "(Medalhas em) simples, duplas ou duplas mistas, é quase o mesmo. Conta para o país como uma a mais. Está vista a seriedade de cada jogador nos Jogos e para mim igual, talvez não sou favorito como há quatro anos, mas estou muito feliz por participar e também pode haver surpresas. Isso nunca se sabe", ponderou.

"É um ano de readaptação ao circuito. Estou em surpreendendo com o nível que tenho. Estou me cuidando para ir mais alto em 2017", declarou ele sobre a temporada e ainda disse que por ser um ano de retorno e tudo que envolve sua recuperação, a preparação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro é diferentes da feita para Londres, 2012, onde foi medalhista de bronze.

"Trato de seguir na recuperação da mão. Não sou candidato no Rio por condições físicas, mas estou muito esperançoso. Minhas condições não está para que me coloquem como favorito", alertou o tenista de Tandil.

Delpo ainda disse que quer estar preparado ao máximo para os Jogos Olímpicos, pois, "se me sorteiam uma boa chave, tenho que estar ali lutando por medalhas, pois aí se colocam muitas coisas", mas destacou novaente: "não sou favorito".

Sobre a ausência de Roger Federer na disputa no Rio de Janeiro e sua ausência até o fim da temporada, Del Potro, que derrotou o suíço na final do US open em 2009 e foi derrotado por Federer na semifinal dos Jogos de Londres, declarou: "Eu queria uma revanche contra Federer nos Jogos. Não é bom para ninguém que ele não esteja no circuito".

O argentino comentou ainda que aguarda confirmação de convites por ele solicitados às organizações do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos e US Open. O plano do ex-númeor 3 do mundo é "terminar outubro e novembro saudável" e jogando. Os planos de Del Potro inclui disputar a semifinal do Grupo Mundial da Copa Davis em setembro pois quer "estar nos grandes torneios"

Delpo também comentou o tempo que em trabalhou com o venezuelano Daniel Vallverdú e sobre sua equipe técnica, desfeita no primeiro trimestre deste ano: "Ainda estou em busca de minha equipe de trabalho. Sigo em busca de treinador e preparador físico. Não vou me apressar, quero uma opção boa e que me agrade. Foi muito com Vallverdú, mas ele já está trabalhando com outro jogador", revelou.