Del Potro

Juan Martín del Potro (MARTIN BERNETTI/AFP)

TÊNIS NEWS
02/09/2016
00:24
NOVA IORQUE (EUA)

O argentino Juan Martín del Potro, 142º da ATP, venceu mais uma em sua volta ao US Open. Na noite desta quinta-feira, ele bateu o americano Steve Johnson, 22º colocado e 19º favorito em Nova Iorque, por 7/6(4), 6/3 e 6/2, em 2h06, e está na terceira rodada.

Curiosamente, esta foi a primeira vitória do campeão de 2009 na sessão noturna do Arthur Ashe Stadium, em seu primeiro jogo na quadra desde 2012. Mesmo campeão de uma edição do Slam, o vice-campeão olímpico havia perdido os três encontros que tivera, à noite, na maior quadra de tênis do mundo.

Na próxima fase, mais dureza: ele enfrentará o vencedor do duelo entre David Ferrer, da Espanha, 11º cabeça de chave, e Fabio Fognini, da Itália, 38º.


O JOGO
O primeiro set foi dominado pelos saques. As únicas chances vieram no 4/4, quando Johnson teve um problema e tanto ao encarar um 15/40 e salvar três break points. A decisão, no entanto, seria realmente no tiebreak. Nele, Delpo começou com tudo, conseguindo dois minibreaks e abrindo 5/1. Nada estava acabado, todavia, mas o dono da casa remou muito e morreu na praia. Após empatar em 5/5, ele entregou mais um minibreak em erro de direita no 5/6 e saiu atrás.

No início da segunda parcial, entretanto, Steve jogou muito, quebrou o tenista de Tandil de 0 e fez o público pensar que, como era esperado, o jogo seria muito longo. Mas não. Depois de abrir 3/1, o número um dos Estados Unidos cometeu muitos erros e viu o sulamericano elevar seu nível de jogo, obtendo duas quebras e cinco games seguidos, frustrando o oponente e a torcida local.

O terceiro set, então, foi o mais fácil. Logo no primeiro game, Johnson cedeu a quebra e demonstrou muita irritação. Mesmo lutando bastante e não desistindo em momento algum, o 22º colocado não conseguiu reverter a situação – o argentino salvou break points no 3/1 e no 4/2 – e ainda foi quebrado mais uma vez pelo adversário no sétimo game. Após pouco mais de duas horas, Juan Martíndel Potro dava mais um passo em sua volta.