Pelé bate bola com o tenista espanhol Alex Corretja em Paris

(Foto: AFP/JACQUES DEMARTHON)

Tênis News
10/10/2017
17:44
Mallorca (Espanha)

O ex-número dois do mundo, Alex Correjta disputa atualmente o circuito de veteranos em algumas etapas e em entrevista para o Diário de Mallorca falou sobre como vê o momento do compatriota Rafael Nadal e sua retomada de vitórias até o topo do ranking.

Aos 43 anos, ele que foi vice-campeão de Roland Garros em duas oportunidades, comentou como hoje é visto: "Com os anos as pessoas apenas se lembram das lendas. Eu fui apenas um bom jogador. Eu me empolgo mais que me felicitem pelas entrevistas que faço do que se ganhei o Masters (ATP Finals). É uma lembrança bonita, mas estou interessado que gostem do que faço agora", disse ele que é o principal encarregado do canal Eurosport ao falar com jogadores para a edição espanhola.

Querido e respeitado no tênis espanhol, Corrteja foi questionado sobre como viu a parceria entre Nadal e Carlos Moyá, seu contemporâneo de circuito e destacou que "não haveria outra pessoa que não Moyá para ingressar na equipe de Rafa", que de acordo com o ex-tenista catalão precisava de uma pessoa com vivência do circuito.

"Para Rafa, era muito importante recuperar a sensação de poder voltar a ganhar, de encontrar novamente seu nível. Na Austrália perdeu, mas saiu sabendo que estava próximo a [Roger] Federer. Acredito, sinceramente, que Rafa olhe para Federer pensando que pode chegar a ser o jogador da historia com melhores títulos. Pessoalmente, penso que ainda te restem três ou quatro anos no circuito, se ele respeitar o físico. Deve pensar o mesmo e o tempo o levará onde merece", considerou.