Sorana Cirstea

Sorana Cirstea. Crédito: Fotojump

LANCE!
18/02/2016
19:46

Sorana Cirstea se destacou no circuito não só por sua beleza como pelo tênis. Alcançou o 21º lugar em agosto de 2013 após final em Toronto derrubando uma série de top 10, mas uma lesão no ombro a fez despencar.

A tenista ficou cerca de um ano e meio com os problemas e despencou para fora das 240 melhores e hoje ocupa o 199º lugar após um título em Bertioga e um vice no Guarujá, ambos no estado de São Paulo.

A jogadora bateu um papo com o Tênis News após sua vitória e vaga nas quartas do Rio Open, torneio WTA, a primeira vez nesta fase de um grande torneio desde outubro de 2014 e afirmou estar com os pés no chão: "É minha primeira vez aqui , estou curtindo, infelizmente ainda não tive tempo de fazer turismo, quando ficar fora ou acabar o torneio quero pegar um tempo pra ver a cidade. Fomos no sábado à praia no sábado, estava cheia, um evento da WTA, curti bastante a atmosfera

"Ganhar em Bertioga e fazer final no Guarujá foi um plus pra mim, ano passado machuquei meu ombro, então fiquei muito feliz de poder jogar várias partidas antes de vir pra cá e já venci duas aqui, então estou muito feliz como as coisas estão indo", afirmou a tenista de 25 anos que em Toronto 2013 derrootu Na Li, Caroline wozniacki, Petra Kvitova e Jelena Jankovic antes de perder na decisão para Serena Williams.

"Foi um ano e meio com a lesão, um momento de distúrbio. Estou feliz, mudei minha equipe, estou com um time de romenos e tentando deixar de lado o que rolou e a lesão foi uma lição pra mim, hoje eu curto mais estar em quadra, não estar com dor e jogando em alto nível novamente. O mais importante agora é estar saudável, estar jogando muitos jogos de novo, agarrando a confiança novamente é muito importante, como eu disse agora estou curtindo é muito importante curtindo viajar mais, focando nos treinos, só querendo ficar melhor a cada dia sem olhar os resultados, jogando bem os resultados vão vir".

A jogadora ainda aponta sonhar ser top 10, mas coloca os pés no chão: "Claro que meu sonho é ser top 10, mas ainda estou muito longe, tenho que ser realista e olhar pelo top 100 agora quero ir passo a passo se olhar resultados e ranking e mais estar jogando bem, mas o top 100 é uma meta alcançável agora".

Cirstea destacou que vem adorando o Brasil nas mais de três semanas que vem passando por aqui (as duas primeiras foram em janeiro). Ela já provou a caipirinha e também adorou a comida, sobretudo a carne: "Na verdade eu bebi uma caipirinha após vencer o torneio de Bertioga para celebrar. E eu sou uma fã de carnes, então para mim estar aqui é o paraíso (risos). A carne é muito boa e a comida em geral. Não importa onde você vá, é tudo muito fresco, muito saboroso e estou muito encantada com tudo que vi aqui".

Para os meninos não há chance no momento. Sorana namorada há mais de um ano o colombiano Santiago Giraldo e os ois seguem de vento em popa: "Acho que nós dois somos atletas profissionais que jogam o mesmo esporte. É como se tivéssemos o mesmo emprego, então nos entendemos bem. Eu acho que é bom ter alguém que entende como funciona e o que você passa. Mas cada um de nós tem sua própria equipe e tentamos focar nas nossas coisas, treinamos separados. Nós tentamos separar o lado pessoal do lado profissional".