Maria Sharapova

Reprodução

TÊNIS NEWS
10/11/2016
11:57
Bradenton, Estados Unidos

Steve Simon, atual CEO da WTA, revelou-se muito ansioso pelo retorno da russa Maria Sharapova às quadras. Simon acredita que, apesar do possível dano causado à imagem da russa, ela pode voltar a ser o grande símbolo do tênis de sempre.

Afastada das quadras desde março após testar positivo para Meldonium, Maria Sharapova não disputou nenhuma partida após ser eliminada por Serena Williams nas quartas de final do Australian Open. A russa tem o retorno previsto para o dia 26 de abril de 2017.

“Creio sim que o esporte, os fãs e o circuito darão as boas-vindas à Maria em seu retorno,” declarou Simon em entrevista à CNN. “Estamos muito ansiosos para vê-la de volta no circuito. Creio que os fãs em todo mundo estarão emocionados em vê-la jogando novamente.”

Apesar do possível que o teste positivo de doping possa ter causado no tênis em gera, Steve tem uma boa impressão sobre a russa e não esconde a admiração pela forma como a ex-número 1 do mundo lidou com toda a situação.

“Ela teve um ano duríssimo e creio que demonstrou uma enorme integridade ao tomar total responsabilidade pelo acontecido. Esperamos que todos os atletas façam o mesmo, caso se encontrem nesta situação,” comentou Simon.

“Maria não recebeu nenhum tratamento especial por ser quem é,” defende o chefe do circuito feminino. “Pagou uma multa muito alta, perderá todos os pontos e ficará afastada das competições sem poder sequer receber ingressos durante 15 meses. Esse é um golpe duríssimo para qualquer ser humano. Ela pagou sua dívida e voltará ao circuito no final da primavera assim que sua suspensão terminar.