Pablo Carreño Busta contra Roberto Carballes Baena no Brasil Open 2016

FOTO: Leonardo Martins/DGW Comunicação

Tênis News
26/02/2016
14:38
São Paulo (SP)

No duelo de espanhóis na primeira primeira quartas de final do Brasil Open, melhor para Pablo Carreño Busta, 67º do ranking da ATP, que em apenas 51 minutos atropelou o algoz de Thomaz Bellucci, Roberto Carballes Baena, 122º da ATP.

Jogando de modo agressivo, Carreño fechou o placar em 6/0 6/3 tendo disparado oito aces contra dois de Carballes, que venceu 54% dos pontos jogados em seu primeiro serviço contra 90% de aproveitamento de Carreño Busta.

O espanhol pupilo de Samuel López comentou a decisão de optar por um jogo agressivo: "Depois do primeiro jogo aqui em São Paulo, acredito que aprendi alguma coisa (falou em referência a vitória de virada sobre Albert Ramos). Já contra (Daniel) Gimeno (Traver) comecei o jogo de maneira mais agressiva e buscando definir sempre buscando dominar os pontos. Hoje comecei a jogar muito agressivo, sendo incisivo e praticamente não deixei que ele jogasse. No segundo set ele melhorou um pouco, passou a sacar muito melhor, mas eu precisei segurar a melhora para poder seguir firme no jogo", analisou.

Jogando a terceira semifinal de torneio ATP de sua carreira, Carreño encara o vencedor da partida entre o espanhol Iñigo Cervantes e o argentino Federico Delbonis, campeão da competição em 2014.

Para esse encontro, Carreño Busta aguarda um rival duro e que se conhece bastante independente de quem se classifique.

Lucky-loser da chave em São Paulo, Carballes Baena surpreendeu o segundo favorito do torneio, o brasileiro Thomaz Bellucci, de virada e buscava igualar sua melhor campanha em um torneio ATP e repetir a semifinal que alcançou no ATP de Casablanca, no Marrocos, em 2014.