icons.title signature.placeholder TENIS NEWS
icons.title signature.placeholder TENIS NEWS
23/08/2015
16:24

O carioca Carlos Eduardo Severino, número 693 do mundo, conquistou, neste domingo o título do IV Belém Tennis Future, torneio de tênis da mais alta categoria future com premiação de US$ 15 mil mais hospedagem, jogado nas quadras rápidas do Grêmio Literário e Recreativo Português (Rodovia Augusto Montenegro km 10, s/n). O torneio teve entrada gratuita ao público e foi o mais forte da história.

Severino, que já havia aprontado pra cima do parceiro de treinos e principal favorito, o carioca que joga pela Suécia, Christian Lindell, 191º colocado, e o terceiro cabeça de chave, o equatoriano Emilio Gomez, filho do campeão de Roland Garros em 1990, Andres Gomez, virou batalha de xh contra o paulista Daniel Dutra Silva, 529º e sétimo cabeça, por 2 sets a 1 com parciais de 4/6 7/6 (7/3) 6/1 . Ele chegou a ver Dutra Silva sacar com 5/4 e ter 30/0 ficando a dois pontos da vitória, mas virou, levou o tie-break e faturou o terceiro set em um dia lindo com muito sol e arquibancadas cheias no Grêmio Literário Português.

Esta é a segunda conquista da carreira de Severino que havia levantado um caneco em São José dos Campos (SP) em 2012, e a maior de sua carreira. O tenista não conteve a alegria pelo caneco: "É a melhor sensação do mundo, foi uma verdadeira batalha, nem sei muito o que dizer sobre o sentimento. Fazia tempo que não ganhava um título, conseguia boas vitórias, mas não dava sequência e agora o sentimento é o melhor do mundo. Estou muito feliz"

Pelo troféu, Severino somará 35 pontos no ranking da ATP e poderá dar um salto de até 200 posições com possibilidades de entrar no top 500 mundial. Ele leva para casa um cheque de US$ 1.950,00 enquanto que Daniel Dutra Silva leva US$ 1.350,00 e soma 20 pontos no ranking podendo entrar no grupo dos 450 melhores do ranking.

Torneio recebe elogios e aumenta premiação para US$ 25 mil em 2016 - O evento em 2015 teve as presenças de cerca de 70 tenistas nas chaves de simples, duplas e qualifying com seis países em ação (Suécia, Portugal, Brasil, Uruguai, Peru e Equador), entre eles a lista mais forte de todas com o carioca que joga pela Suécia, Christian Lindell, 191 do mundo, que furou o quali de Roland Garros e enfrentou o top 15 mundial Jo Tsonga em plena quadra central de Roland Garros, eternizada por Gustavo Kuerten.. Lindell é titular da equipe sete vezes campeã da Copa Davis, a maior competição de nações do país. Christian, que mora e treina no Rio de Janeiro, usou a competição como preparação para o US Open, um dos quatro maiores torneios do mundo, em Nova York, a partir desta semana.

Mauro Klautau, diretor do torneio, recebeu bem os elogios dos atletas e destacou que para 2016 a competição passará a ter premiação de US$ 25 mil: "Brindamos um ano de excelente nível na competição. Com o grande apoio do Grêmio Recreativo e Literário Português e nossos patrocinadores pudemos crescer em relação à edição anterior dando toda a estrutura ao público com arquibancada para 300 pessoas desta vez mais confortáveis e também a novidade da área de camarote para os patrocinadores e convidados com ar-condicionado e possibilidade deles assistirem aos jogos com maior tranquilidade e conforto. Tivemos também o incremento da estrutura com sala dos jogadores, algo que não é obrigatório para os torneios na categoria, além de quadras novinhas para os atletas. Pro ano que vem iremos aumentar a premiação, terá no mínimo US$ 25 mil podendo ser ainda maior. A competição vai se solidificar ainda mais", afirmou Mauro, que foi um dos grandes nomes da história do tênis paraense, que destacou a importância do evento para desenvolver o esporte no local: "O torneio tem fundamental importância para o tênis paraense. Principalmente pelo apoio da mídia em geral dando espaço e mostrando o torneio para nossos futuros talentos. Estamos num período de entre-safra onde fomos campeões do Inter-Federações entre 2013 e 2014 na categoria 12 e 14 anos. Tivemos no evento o André Dias e o João Alves, que ainda são meninos, mas tiveram a oportunidade de jogar o qualificatório e a chave de duplas. importante dar essa chance para eles conhecerem o mundo do profissional, se ambientarem e ver e jogar com os atletas que vão encarar no futuro", completou. 

Resultados deste Domingo (23/08):

Semi Final

(8) Carlos Severino (BRA) 2x1 (7) Daniel Silva (BRA) 4/6 7/6 (7/3) 6/1

O carioca Carlos Eduardo Severino, número 693 do mundo, conquistou, neste domingo o título do IV Belém Tennis Future, torneio de tênis da mais alta categoria future com premiação de US$ 15 mil mais hospedagem, jogado nas quadras rápidas do Grêmio Literário e Recreativo Português (Rodovia Augusto Montenegro km 10, s/n). O torneio teve entrada gratuita ao público e foi o mais forte da história.

Severino, que já havia aprontado pra cima do parceiro de treinos e principal favorito, o carioca que joga pela Suécia, Christian Lindell, 191º colocado, e o terceiro cabeça de chave, o equatoriano Emilio Gomez, filho do campeão de Roland Garros em 1990, Andres Gomez, virou batalha de xh contra o paulista Daniel Dutra Silva, 529º e sétimo cabeça, por 2 sets a 1 com parciais de 4/6 7/6 (7/3) 6/1 . Ele chegou a ver Dutra Silva sacar com 5/4 e ter 30/0 ficando a dois pontos da vitória, mas virou, levou o tie-break e faturou o terceiro set em um dia lindo com muito sol e arquibancadas cheias no Grêmio Literário Português.

Esta é a segunda conquista da carreira de Severino que havia levantado um caneco em São José dos Campos (SP) em 2012, e a maior de sua carreira. O tenista não conteve a alegria pelo caneco: "É a melhor sensação do mundo, foi uma verdadeira batalha, nem sei muito o que dizer sobre o sentimento. Fazia tempo que não ganhava um título, conseguia boas vitórias, mas não dava sequência e agora o sentimento é o melhor do mundo. Estou muito feliz"

Pelo troféu, Severino somará 35 pontos no ranking da ATP e poderá dar um salto de até 200 posições com possibilidades de entrar no top 500 mundial. Ele leva para casa um cheque de US$ 1.950,00 enquanto que Daniel Dutra Silva leva US$ 1.350,00 e soma 20 pontos no ranking podendo entrar no grupo dos 450 melhores do ranking.

Torneio recebe elogios e aumenta premiação para US$ 25 mil em 2016 - O evento em 2015 teve as presenças de cerca de 70 tenistas nas chaves de simples, duplas e qualifying com seis países em ação (Suécia, Portugal, Brasil, Uruguai, Peru e Equador), entre eles a lista mais forte de todas com o carioca que joga pela Suécia, Christian Lindell, 191 do mundo, que furou o quali de Roland Garros e enfrentou o top 15 mundial Jo Tsonga em plena quadra central de Roland Garros, eternizada por Gustavo Kuerten.. Lindell é titular da equipe sete vezes campeã da Copa Davis, a maior competição de nações do país. Christian, que mora e treina no Rio de Janeiro, usou a competição como preparação para o US Open, um dos quatro maiores torneios do mundo, em Nova York, a partir desta semana.

Mauro Klautau, diretor do torneio, recebeu bem os elogios dos atletas e destacou que para 2016 a competição passará a ter premiação de US$ 25 mil: "Brindamos um ano de excelente nível na competição. Com o grande apoio do Grêmio Recreativo e Literário Português e nossos patrocinadores pudemos crescer em relação à edição anterior dando toda a estrutura ao público com arquibancada para 300 pessoas desta vez mais confortáveis e também a novidade da área de camarote para os patrocinadores e convidados com ar-condicionado e possibilidade deles assistirem aos jogos com maior tranquilidade e conforto. Tivemos também o incremento da estrutura com sala dos jogadores, algo que não é obrigatório para os torneios na categoria, além de quadras novinhas para os atletas. Pro ano que vem iremos aumentar a premiação, terá no mínimo US$ 25 mil podendo ser ainda maior. A competição vai se solidificar ainda mais", afirmou Mauro, que foi um dos grandes nomes da história do tênis paraense, que destacou a importância do evento para desenvolver o esporte no local: "O torneio tem fundamental importância para o tênis paraense. Principalmente pelo apoio da mídia em geral dando espaço e mostrando o torneio para nossos futuros talentos. Estamos num período de entre-safra onde fomos campeões do Inter-Federações entre 2013 e 2014 na categoria 12 e 14 anos. Tivemos no evento o André Dias e o João Alves, que ainda são meninos, mas tiveram a oportunidade de jogar o qualificatório e a chave de duplas. importante dar essa chance para eles conhecerem o mundo do profissional, se ambientarem e ver e jogar com os atletas que vão encarar no futuro", completou. 

Resultados deste Domingo (23/08):

Semi Final

(8) Carlos Severino (BRA) 2x1 (7) Daniel Silva (BRA) 4/6 7/6 (7/3) 6/1