Federer x Cilic

Marin Cilic é o número um da Croácia (Foto: AFP/JUSTIN TALLIS)

TÊNIS NEWS
25/09/2016
15:03
ZAGREB (CRO)

A Croácia está na final da Copa Davis 2016 e disputará o título contra a Argentina, em casa. Com a contusão de seu tenista número dois, o jovem Borna Coric, que precisou se submeter à uma operação no joelho e tem participação incerta, o capitão croata, Zeljko Krajan, quer tentar convencer um velho conhecido a retornar ao time.

“Vou falar com Ivo Karlovic, mais uma vez, com a esperança de que sua resposta sobre um regresso à equipe da Copa Davis será diferente, desta vez”, disse Krajan.

‘Doutor Ivo’, como é carinhosamente apelido Karlovic, está com 37 anos, mas atravessa uma das melhores fases de sua carreira em 2016, com dois títulos (Newport e Los Cabos) e um vice-campeonato (Washington), o que lhe faz ocupar a 20ª posição do ranking mundial no momento e ser o segundo melhor tenista do país – Marin Cilic, líder da equipe, é o 11º colocado.

Ele se aposentou da Copa Davis em 2012 e, desde então, recusou alguns convites para voltar a defender as cores de sua pátria, pela qual venceu a competição em 2005, mas Zeljko aposta suas fichas na importância do duelo contra o país sulamericano.

“Talvez (ele) se dê conta de quão importante é este confronto para nós. Jogar uma Copa Davis na Croácia é algo que, há pouco tempo atrás, só podíamos sonhar. Sei que ele já ganhou o título em 2005, mas porei todas as minhas forças para reunir a melhor equipe possível para a Croácia, custe-me o que custar”.

A participação de Coric, 42º, ainda não está descartada, mas o capitão sabe que será uma recuperação difícil e já pensa no pior dos cenários para montar seu time. “Creio que ainda é cedo para descartar Borna, (pois) sei que ele fará todo o possível para estar na final de novembro. Não sabemos como as coisas irão depois da cirurgia, mas devemos ter a esperança de que possa voltar a tempo. Ivan Dodig (89º em simples) seria nossa opção seguinte; é o nosso número três em simples e isso é algo que não mudará nos próximos meses”, declarou, lembrando do parceiro de Marcelo Melo nas duplas, que já forma a parceria oficial do país balcânico junto a Marin Cilic.