Pablo Carreño Busta contra Roberto Carballes Baena no Brasil Open 2016

FOTO: Leonardo Martins/DGW Comunicação

TÊNIS NEWS
09/04/2017
18:26
Belgrado, Sérvia

A Espanha não conseguiu superar a poderosa Sérvia na casa dos adversários e está fora das semifinais da Copa Davis. Após a derrota, a capitã Conchita Martinez lamentou a derrota da Armada.

“Saímos tristes com esse placar, evidentemente. Estivemos aqui, fizemos o nosso melhor, estes jogadores deixaram tudo de lado para estar aqui”, comentou Conchita. “Não estamos saindo com os resultados que pensamos que poderíamos obter. Enfrentamos uma equipe muito poderosa, jogando com o público a seu favor”.

Albert Ramos e Pablo Carreño saíram derrotados na sexta-feira sem demonstrar muita resistência, enquanto nas duplas os espanhóis conseguiram converter pelo menos um set.

“Fizemos uma boa partida”, refletiu Carreño. “Haviam poucas coisas que poderíamos ter feito diferente, mas no geral jogamos bem. Não devemos nos sentir mal, demos a cara a tapa, lutamos como pudemos e estivemos perto de dar um ponto para a Espanha”, comentou o espanhol, referindo-se ao jogo de duplas.

“Começamos jogando bem, animados e muito focados. Me senti muito à vontade jogando com Marc”, comentou Carreño. “Foi uma lástima perder o segundo set. No terceiro não conseguimos fazer resistência também, e no quarto chegamos a esboçar uma reação novamente. A dor maior vem da quebra que aconteceu muito cedo no quinto, e não conseguimos recuperar”, analisou.