Thiago wild

Thiago Wild (Foto: Bruno Rocha)

TÊNIS NEWS
20/10/2016
17:44
SALVADOR (BA)

Foram definidos os primeiros semifinalistas da 32ª edição do Bahia Juniors Cup, disputada no Clube Bahiano de Tênis, em Salvador (BA), que terá pelo menos um duelo com brasileiro contra argentino.

O torneio é o maior de tênis Infanto-juvenil do Nordeste e maior do país no segundo semestre. A competição é a terceira maior do Brasil na temporada, conta com pontuação Grau 3 para o ranking mundial da Federação Internacional de Tênis e tem entrada gratuita ao público.

Thiago Wild, número 149 do mundo e segundo favorito, passou com tranquilidade pelo brasileiro Pedro Cordeiro por 6/0 6/2: "Consegui jogar bem, administrar bem o calor, está bem quente e o vento também na hora da batida na bola, consegui administrar bem a partida pra sair com a vitória", disse o tenista campeão em Roland Garros da categoria 14 anos em 2014 que destacou a evolução após três vitórias no torneio: "Estou bem melhor que na primeira rodada, adaptado à quadra, pegando melhor o tempo de bola, da quadra e do jogo. Vai ser uma semifinal bem dura contra quem quer que seja e espero fazer uma boa partida pra buscar essa vaga na final", disse o segundo favorito ao troféu que encara o brasileiro Matheus Pucinelli, quarto favorito, ou o argentino Ezequiel Santalla, oitavo pré-classificado.

Principal favorito ao troféu, o argentino Sebastian Baez, 110º do mundo e de 15 anos, marcou um duplo 6/1 no compatriota Bruno Caula. Campeão na última semana em Florianópolis, ele buscará uma nova final diante de um brasileiro, ou João Lucas Reis, o qual disputou várias finais na categoria 14 anos, ou Mateus Alves, sexto favorito e de mesma idade: "Foi uma linda partida, joguei muito bem, firme de todos os lados, sem erros e acabei forçando os erros dele. Foi um grande dia hoje, estou muito feliz. Contra o João Lucas tenho uma rivalidade com ele quando jogavamos nos 14 anos, tem mais golpes de fundo que o Mateus, mas o Mateus tem um saque melhor, mais potente. Será duro contra qualquer um", disse o tenista terceiro lugar na Copa Davis juvenil com a Argentina no fim do mês passado em Budapeste, na Hungria.

Atual campeã, Pedretti mantém boa série. Argentina avança - A paulista Thaísa Pedretti, 60ª do mundo e atual campeã na capital baiana, passou fácil pela guatemalteca Mariana Corado, quinta pré-classificada, por 6/1 6/0 e vai duelar contra a vencedora do duelo entre a brasileira Nathalia Gasparin, sexta favorita, e a argentina Paula Barañano, cabeça de chave três: "Mais uma boa partida, consegui ser bem agressiva, não sufoquei ela e fui bem nos pontos importantes para construir essa boa vitória. Conheço as duas, a Gasparin é mais agressiva, a argentina mais regular, mas elas costumam errar um pouco mais. Tenho que fazer meu jogo agressivo, mexendo as duas no fundo e sendo intensa para buscar a vaga na final", disse a número 1 do país.

A brasileira Vitória Okuyama, cabeça de chave 4, travou uma batalha contra a argentina Maia Haumuller, oitava pré-classificada, e virou com 3/6 6/2 6/4 e vai encarar a brasileira Lara Ísis que contou com a desistência de Ana Melilo quando ganhava por 6/4 4/3. Melilo era a surpresa do evento após bater a segunda favorita, a boliviana Daniela La Fuente, mas seniu dores na perna e não conseguiu prosseguir na partida.

O dia ainda prossegue com os jogos finais das quartas e as demais partidas semifinais de 16 anos masculino e feminino e 14 anos feminino e quartas de 14 no masculino além de jogos nos 12 anos e categoria Kid´s.

São 230 tenistas de onze países disputando as categorias 18 anos com pontuação Grau 3 pro ranking mundial da Federação Internacional de Tênis, 16 e 14 anos com pontuação pro ranking da Confederação Sul-Americana de Tênis, o Cosat, 12 anos e a novidade da categoria Kid´s, até 11 anos, com pontuação pro ranking da Confederação Brasileira de Tênis.