Paula Gonçalves

Divulgação

Tênis News
21/04/2017
11:30
Campinas (SP)

Número 1 do país até poucos meses atrás e atual 250ª colocada do ranking, a campineira Paula Gonçalves vem fazendo um sistema de crowdfunding, a vaquinha pela internet, para arrecadar fundos e jogar série de torneios pela Europa.

A jogadora tem o objetivo de estar em Roland Garros, mas ainda precisa melhorar um pouco o ranking já que no momento nem no quali estaria.

Jogando o ITF Challenger de USD 60mil de Dothan - Alabama nos EUA, venceu a primeira rodada de duplas com Catalina Pella, e jogará a segunda rodada ainda nesta tarde, após ter perdido na chave de simples por 7/5, 5/7, 6(4)/7 para a húngara Fanni Stollar.

"2017 está sendo um ano diferente: comecei em torneios fortíssimos pela primeira vez, como Auckland, Australian Open, St. Petersburgo na Russia, Doha e Dubai. Ganhei o torneio ITF em Campinas, minha cidade natal, mas fui mal no WTA Bogotá, um dos meus favoritos. E agora tenho estes 3 torneios aqui nos Estados Unidos para melhorar o meu ranking para a gira européia", conta Paula Gonçalves.

Desde 2005, Paula é tenista pioneira do Instituto LOB do Tênis Feminino, projeto do seu técnico Carlos Alberto Kirmayr, e conta com todo o apoio e suporte para a sua carreira de investidores como a Fundação Lemann. Mesmo assim, Paula decidiu lançar o seu crowdfunding com a nova plataforma ABACA$HI, para viabilizar a sua gira européia com acompanhamento técnico.

"É super comum atletas contarem com o apoio de amigos e simpatizantes do esporte para viabilizarem suas carreiras, as famosas "vaquinhas". Em tempos difíceis, ao invés de reclamar, decidi inovar e fazer este crowdfunding com a ABACA$HI, pois agora, nesta fase da minha carreira faz muita diferença eu ter o acompanhamento do Kirmayr, meu técnico, e do Marcelo Prata, preparador físico."

Nos valores a doar, Paula estipula que quem doar acima dos R$ 5 mil tem direito a um final de semana e jogar com a jogadora. Entre R$ 1 mil e R$ 5 mil a jogadora oferece um brinde a quem doou, Até o momento R$ 285 foram arrecadados.

É bom lembrar que no começo do ano por conta do calendário no leste europeu e nos Emirados Árabes de WTAs a brasileira se negou a estar no time da Fed Cup que atuaria no México, assim não assinou o contrato com a Confederação Brasileira de Tênis que custeia algumas das passagens dos principais atletas brasileiros.

As doações podem ser feitas pelo link https://abacashi.com/#/p/paula-goncalves-em-roland-garrosgira-europeia .