Tênis News
21/06/2016
18:14
Nova York (Estados Unidos)

O sueco, Bjorn Borg, ex-número um do mundo e dono de 11 títulos do Grand Slam, sendo seis em Roland garros e cinco em WImbledon, conversou com a CNN dos Estados Unidos e comentou a atual fase do líder do ranking Novak Djokovic e o que espera de Roger Federer.

Borg elogiou o nível do sérvio líder do ranking mundial e comentou que o vê em grande fase e por um bom tempo: "Djokovic tem uma oportunidade de igualar a Roger (Federer com 17 títulos do Grand Slam) quem sabe até passá-lo. Será muito interessante ver o que acontecerá este ano. Acredito que tem uma grande oportunidade de vencer o Grand Slam (os quatro torneio no ano), seguramente isso é o mais difícil que existe no mundo do tênis, algo quase impossível", opinou.

O sueco acredita na continuidade de Federer, com 35 anos a completar em agosto, no circuito profissional durante o decorrer da temporada 2017: "Acredito que Roger está preparado pra isso. E seu principal objetivo é superar a (Pete) Sampra ali (Wimbledon). Pra ele, junto com ganhar a medalha de ouro no Rio de Janeiro, são os objetivos para este ano. Ele pode ganhar Wimbledon, joga muito bem ali e se sente em casa em quadra. Será interessante de ver, também será ver se continuará competindo no próximo ano, ver se este poderá ser este o último ano de sua carreira ou não".

Lenda do tênis mundial, Borg não economiza em elogios ao analisar a carreira do suíço: "Federer tem 34 anos. O que fez pelo tênis é incrível. A este respeito, é o melhor jogador que já existiu. Esta é a minha opinião", finalizou.