Bellucci

Thomaz Bellucci (Foto: Divulgação)

TÊNIS NEWS
30/06/2016
09:37
LONDRES (ING)

O brasileiro Thomaz Bellucci, 62º da ATP, não resistiu ao americano Sam Querrey, 41º e 28º favorito, e está eliminado de Wimbledon. Depois de vencer a primeira partida na grama em cinco ano, o paulista caiu para os potentes saques do adversário, que dificultam muito a vida de quem o enfrenta na superfície.

Com o triunfo, Querrey se qualifica para a terceira rodada e terá pela frente Novak Djokovic, o número um do mundo.

O duelo teve seu início atrasado pela chuva e, na parte final do segundo set, foi paralisado pelo mesmo motivo, voltando a ser disputado apenas na manhã de quinta-feira, quando finalmente pôde ser completado.

O JOGO
Bellucci começou a partida muito bem, confirmando seus games com facilidade e disputando bem os de Querrey, um grande sacador. Ele criou duas chances de quebra no 1/1, mas não conseguiu aproveitá-las. No importante 4/4, apenas escorou o primeiro serviço do rival e contou com um erro na esquerda deste, mas levou azar na tentativa de passada.

Sacando em 4/5, então, o brasileiro teve uma distração antes de seu game, já que a chuva voltara e uma vistoria se deu em quadra, enquanto Thomaz aparentemente reclamava das condições. Na volta, o tenista de Tietê errou três backhands não forçados, cedendo dois set points. Após dois bons saques e um voleio ótimo na terceira oportunidade, o número um do Brasil cometeu uma dupla falta. A quarta chance foi letal, com Sam trabalhando muito bem o ponto e indo à rede finalizar a etapa: 6/4.

O que se seguiu não foi inédito para os fãs de tênis: Thomaz Bellucci teve um período instável mentalmente e isso lhe custou caro. No segundo game do segundo set, ele errou demais e cedeu mais uma quebra. Lutando muito e salvando break points, o 62º colocado manteve a vantagem do oponente em apenas um break. Contudo, em 1/4, não resistiu, e, depois de fazer 40/15 e cometer três duplas faltas, perdeu novamente seu serviço, desta vez com um erro na direita. No 5/1, último game antes da paralisação, o sulamericano diminuiu a vantagem, que voltou a ser de uma quebra.

Nesse ponto, a partida foi interrompida por causa da chuva. Na manhã de quinta, Thomaz voltou intenso e vibrante e confirmou seu saque, mas Querrey não lhe deu chances no 5/3: dois aces, 6/3 e 2x0. A situação estava muito difícil para o brasileiro.

O resultado já era inevitavelmente esperado, todavia, e Bellucci continuou com a intensidade alta e muito vibrante no início da terceira parcial. Querrey, porém, não dava trégua e disparava aces e pancadas em seu saque. No 2/2, ao início de game instável do pupilo de João Zwetsch se seguiram um winner de esquerda de Sam e um erro na esquerda do paulista: 15/40. Salvando o primeiro break point, Thomaz atacou na segunda bola com o backhand e a bola foi marcada fora. Bellucci se revoltou, arremessa a raquete na rede e reclamou demais. No replay, a bola realmente aparentou ter sido dentro, mas de nada adiantou, pois o juiz de cadeira manteve a marcação.

No sétimo game, em 2/4, uma nova oportunidade para o estadunidense foi novamente letal quando a bola de Bellucci sobrou alta e o rival enfiou a mão, executando um winner. Com dois breaks consolidados, Querrey só precisou fazer uma vez mais aquilo que lhe sustenta no circuito: sacar. Não foi difícil, é claro: 6/4, 6/3 e 6/2, em 1h35min, e passaporte carimbado para enfrentar o melhor do mundo na quadra central do All England Club.