Boris Becker

(Foto: Christian Charisius)

Tênis News
07/10/2017
16:50
Berlim (Alemanha)

A situação financeira do ex-número 1 do mundo e dono de seis Grand Slams, o alemão Boris Becker, é muito pior do que se imaginava quando um tribunal londrino decretou a bancarrota do ex-tenista em virtude de uma dívida com um banco local.

De acordo com reportagem do jornal alemão Bunte, a dívida de 6 milhões de euros responsável pela decretação da falência do ex-tenista é a ponta do iceberg e que na verdade, Becker deve um total de 63 milhões de euros, somando processos com seu ex-sócio, que pede na justiça 35 milhões de euros, além de dinheiro que deve a ex-mulher, Barbara, advindo anda do processo de divórcio que é de 2001 e dívidas de pensão alimentícia dos filhos Noah, hoje com 23 anos, e Elias, de 17 anos.

Para saldar a dívida, Becker está tentando vender suas casas em Mallorca, na Espanha, e em Wimbledon, Londres-Inglaterra. As casas somariam 5 milhões de euros.

Um interventor foi nomeado pela justiça para encontrar um modo para que Becker pague suas dívidas, por isso, a tradicional casa de leilões inglesa Wyles Hardy & Co Beckers está avaliando itens de Becker e sua família para colocar à venda. Dentre os objetos já retirados da residência do alemão estão quatro relógios de luxo, que somam um valor de mercado de 41.8700 euros.

Uma fonte do Bunte diz ainda que Becker está decido a vender o troféu de sua primeira conquista em Wimbledon, datada de 7 de julho de 1985, mas a casa de leilões está avaliando o possível valor da peça e provavelmente o ex-tenista coloque suas três taças de Wimbledon no mercado.

Além do tricampeonato de Wimbledon, Boris Becker é bicampeão do Australian Open (1991 e 1996) e campeão do US Open 1989.