Andre Agassi

Reprodução

Tênis News
14/11/2017
13:45
São Paulo (SP)

O ex-número 1 do mundo e atual treinador do sérvio Novak Djokovic, o norte-americano André Agassi, concedeu entrevista ao jornal suíço Le Martin, e falou sobre a irracionalidade de escolher o "maior tenista de todos os tempos"

"Um jogador não pode ser considerado o melhor de todos os tempos, se ele perdeu tantas vezes de um oponente", considerou ele a respeito de Roger Federer que tem um retrospecto inferior ao espanhol Rafael Nadal.

Entretanto, Agassi ponderou sua opinião: "Minha escolha é puramente arbitrária. Com um entusiasmo, talvez um pouco de má fé, eu poderia facilmente defender uma visão oposta e provar que Federer é o melhor. Este debate não tem base racional, se resume a 'e se ...'. É apenas um debate ".

Agassi ainda opinou sobre Federer em termos técnicos: "Federer é único. Em tudo: grandeza, precisão, facilidade. Ele joga tênis tão "diferente" dos outros. Quando digo "facilidade", não me entenda mal: não é fácil. Mas Federer expõe esse sentimento de controle, de ter uma solução para cada problema, torna tudo fácil. Não podemos negar que Federer marcará o esporte para sempre ".

Sobre o pupilo, Agassi opinou: "Novak tem 90% dos pré-requisitos para se tornar o número 1 novamente. Ele pode fazê-lo sem mim. Mas eu também sei que se ele aprender a fazer as coisas de forma diferente, se ele muda aqueles 10% e pode se tornar ainda melhor".