icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
25/08/2015
19:27

Os ares de Teahupoo definitivamente fazem bem a Gabriel Medina. Com um surfe de alto nível e um show de manobras, o brasileiro derrotou o australiano Owen Wright na semifinal (16.63 contra 8.70) e vai defender o título de campeão da sétima etapa do Circuito Mundial de Surfe (WSL).

Os primeiros dez minutos de bateria foram de muita dificuldades para os dois. Com o forte vento, a série demorou a aparecer. No entanto, quando ela veio, Gabriel Medina resolveu mostrar o motivo de ser o atual campeão mundial e da etapa. Com grandes tubos e manobras, o paulista não deu qualquer chance ao australiano, que nas quartas de final havia derrotado o também brasileiro Italo Ferreira.

Quem também comemorou a vitória de Gabriel Medina na bateria foi Adriano de Souza. Atual líder do ranking, Mineirinho perderia o posto caso Owen Wright triunfasse sobre Medina e chegasse até a decisão em Teahupoo. Flilipe Toledo também foi beneficiado. O brasileiro, eliminado no quinto round, teve um corte no cotovelo (levou cinco pontos), o que prejudicou seu desempenho nesta terça-feira. Com os resultados, ele segue no bolo dos postulantes ao título.

Agora, Medina espera o vencedor da outra semifinal entre Jeremy Flores e C.J Hobgood para saber quem será o adversário na decisão, que acontece nesta terça-feira.

Os ares de Teahupoo definitivamente fazem bem a Gabriel Medina. Com um surfe de alto nível e um show de manobras, o brasileiro derrotou o australiano Owen Wright na semifinal (16.63 contra 8.70) e vai defender o título de campeão da sétima etapa do Circuito Mundial de Surfe (WSL).

Os primeiros dez minutos de bateria foram de muita dificuldades para os dois. Com o forte vento, a série demorou a aparecer. No entanto, quando ela veio, Gabriel Medina resolveu mostrar o motivo de ser o atual campeão mundial e da etapa. Com grandes tubos e manobras, o paulista não deu qualquer chance ao australiano, que nas quartas de final havia derrotado o também brasileiro Italo Ferreira.

Quem também comemorou a vitória de Gabriel Medina na bateria foi Adriano de Souza. Atual líder do ranking, Mineirinho perderia o posto caso Owen Wright triunfasse sobre Medina e chegasse até a decisão em Teahupoo. Flilipe Toledo também foi beneficiado. O brasileiro, eliminado no quinto round, teve um corte no cotovelo (levou cinco pontos), o que prejudicou seu desempenho nesta terça-feira. Com os resultados, ele segue no bolo dos postulantes ao título.

Agora, Medina espera o vencedor da outra semifinal entre Jeremy Flores e C.J Hobgood para saber quem será o adversário na decisão, que acontece nesta terça-feira.