Gabriel Medina - França

Gabriel Medina é o atual tricampeão da etapa da França (WSL/Laurent Masurel)

LANCE!
19/10/2017
16:52
Peniche (POR)

A distância entre Gabriel Medina e seu segundo título mundial está mais longe do que a terceira colocação do ranking mundial do Circuito Mundial (WCT) faz parecer. Com 40.750 pontos somados, o brasileiro está 9.150 pontos atrás do atual líder, o havaiano John John Florence (49.900). Em relação ao segundo colocado, o sul-africano Jordy Smith, a distância é um pouco menor: 6.850 pontos. Mesmo assim, Medina precisa fazer o seu melhor final de temporada desde que ingressou no WCT, em 2011, e ainda contar com tropeços dos dois primeiros colocados.

Para a etapa de Peniche, em Portugal, que abre a janela de competição nesta sexta-feira, a vitória é o que interessa ao natural de Maresias (SP). Caso consiga sua segunda vitória consecutiva no Circuito - algo inédito em sua carreira - Gabriel ainda teria que contar com um tropeço do atual campeão da competição para assumir a liderança do ranking mundial. O havaiano teria que deixar a competição na terceira fase (13ª colocação), algo que só aconteceu em 2015. Além disso, o sul-africano não pode chegar ás quartas de final. Vale lembrar que, a partir da décima etapa, iniciam os cortes de resultados (os dois piores resultados serão descartados ao final da temporada).

Caso consiga um feito ainda mais marcante, conquistar as etapas de Peniche (POR) e Pipeline (HAV) e somar três títulos consecutivos - algo que não ocorre desde 1996, quando Kelly Slater (AUS) faturou as etapa de Saint Leu (FRA), J-Bay (AFS) e US Open (EUA) - Medina só levantaria o troféu da temporada se John John não passasse das quartas de final em ambos os eventos e Jordy não chegasse a nenhuma final.

O atual tricampeão da etapa da França ainda pode se sagrar bicampeão mundial sem levantar canecos. Porém, precisaria de um tropeço maior de seus adversários. Em Peniche, o pior resultado de Florence foi o 13º lugar em 2015, enquanto Smith já chegou a ser eliminado na primeira repescagem (25º lugar) em 2012. Gabriel tem uma 25ª colocação como pior resultado na competição, em 2013, e, como melhor, o vice-campeonato em 2012.

Na última competição da temporada, Pipeline, nenhum dos três surfistas levantou o caneco. Local, John John disputou a final em 2013, mas amargou o vice em casa. Seu pior resultado foi o 13º, em 2012. Já Jordy nunca chegou às quartas de final e, em 2014, foi eliminado logo na segunda fase (25º lugar). Medina fez duas finais, em 2014 e 2015, perdendo para Julian Wilson (AUS) e Adriano de Souza, respectivamente. Sua eliminação precoce ocorreu duas vezes (2013 e 2016), quando parou na terceira fase (13º lugar).

Matematicamente, até o oitavo colocado do ranking mundial tem chance de brigar pelo título da temporada, que só deve ser definido em dezembro, em Pipeline (HAV) - apenas John John Florence pode ser bicampeão com uma etapa de antecedência, assim como no último ano. Dessa forma, Adriano de Souza e Filipe Toledo entram na briga. Ambos, contudo dependem de combinações de resultados para chegar ao título. Mineirinho é o sétimo, com 36.600 pontos, e Filipinho, o oitavo, com 34.950.

A etapa de Peniche (POR) ocorre na praia de Supertubos na janela entre esta sexta-feira e o dia 31. A primeira chamada para o evento será às 5h (horário de Brasília). Já a última competição do ano ocorre em Pipeline, no Havaí, entre os dias 8 e 20 de dezembro.

Confira as baterias da primeira fase de Peniche:

1: Julian Wilson (AUS) X Caio Ibelli (BRA) X Leonardo Fioravanti (ITA)
2: Matt Wilkinson (AUS) X Bede Durbidge (AUS) X Stuart Kennedy (AUS)
3: Owen Wright (AUS) X Conner Coffin (EUA) X Ethan Ewing (AUS)
4: Gabriel Medina (BRA) X Wiggolly Dantas (BRA) X Josh Kerr (AUS)
5: Jordy Smith (AFS) X Ítalo Ferreira (BRA) X Vasco Ribeiro (POR)
6: John John Florence (HAV) X Kanoa Igarashi (EUA) X Mason Ho (HAV)
7: Adriano de Souza (BRA) X Jeremy Flores (FRA) X Jack Freestone (AUS)
8: Filipe Toledo (BRA) X Michel Bourez (TAH) X Jadson André (BRA)
9: Joel Parkinson (AUS) X Joan Duru (FRA) X Nat Young (EUA)
10: Kolohe Andino (EUA) X Connor O'Leary (AUS) X Miguel Pupo (BRA)
11: Sebastian Zietz (HAV) X Adrian Buchan (AUS) X Ezekiel Lau (HAV)
12: Mick Fanning (AUS) X Frederico Morais (POR) X Ian Gouveia (BRA)