Walter em ação com a camisa do Furacão (Foto: Gustavo Oliveira/Site Oficial)

Arnaldo Barros deixou futuro em relação a Walter 'em aberto' (Foto: Gustavo Oliveira/Site Oficial)

RADAR / LANCE!
08/01/2016
13:32
Recife (PE)

Nem mesmo a maneira conturbada com a qual as negociações do Sport com Walter se frustraram foi suficiente para deixar mágoas no clube pernambucano. Em entrevista ao "Diário de Pernambuco" nesta sexta-feira, horas depois de o Leão desistir oficialmente de um acordo, o vice de futebol, Arnaldo Barros, disse que não há como condenar o atacante pela decisão de voltar ao Atlético-PR:

- Não fiquei chateado com a situação porque entendo que foi uma negociação não concluída, como tantas outras. Pelo que se falou, existia a pressão da família para ele não vir para cá. Então não posso condenar o jogador por isso. Pelo contrário. Querer que ele brigue com a mulher e os filhos para jogar pelo Sport é um pouco demais.

Arnaldo Barros rechaçou a hipótese de perdoar o jogador de 26 anos caso ele desista de retornar ao Atlético-PR. Porém, deixou o futuro em aberto: 

- O que eu posso dizer é que, caso ele se arrependa, não queira mais jogar no Atlético-PR e peça para voltar, agora ele não teria mais espaço. Mas não posso responder pelo futuro.