LANCE!
15/07/2017
20:26
Recife (PE)

Momentos antes do clássico entre Náutico e Santa Cruz, pela Série B, quinze pessoas foram detidas próximo à Arena de Pernambuco. Entre os presos, estão sete integrantes da Torcida Jovem do Sport.

De acordo com o delegado Paulo Moraes, da delegacia de repressão a intolerância esportiva e responsável por registrar as ocorrências, todos os envolvidos se dirigiram ao Estádio para vingar a morte de um torcedor do Leão. Ele teria sido assassinado por integrantes de organizadas do Santa Cruz no último dia 7.

Há informação, ainda sem confirmação do Juizado do Torcedor, de que um torcedor rubro-negro portava uma arma, mas conseguiu fugir durante a operação da polícia. Entretanto, o delegado negou a ocorrência.

- Para um clássico foram até poucos detidos, até agora 15. Todos os 15 foram detidos por briga. Inclusive, tinham sete da Torcida Jovem do Sport. Eles haviam programado brigas com a torcida do Santa Cruz. Eles vinham comentando na internet que iriam vir revidar a morte acontecida recentemente lá na estação do Barro - declarou Paulo Moraes.

Ainda segundo o delegado responsável, todos os presos vão responder a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por terem provocado tumulto e serão encaminhados ao Juizado do Torcedor. A pena prevista não chega a dois anos. Entre os envolvidos, havia um menor de idade, que foi liberado.

A briga relembrada pelo delegado é referente à morte de Mateus Lira da Silva, de 19 anos. Integrante da torcida organizada do Sport, o jovem teria se juntado ao grupo até o TI do Barro para brigar com os torcedores do Santa Cruz, que enfrentava o Brasil de Pelotas na Arena.

Depois de sofrer traumatismo craniano, o torcedor chegou a ser socorrido no Hospital Geral de Areias, foi transferido para o Hospital da Restauração, mas faleceu no dia seguinte.