João Alberto martorelli

João Alberto Martorelli, presidente do Sport, fala sobre saída de Oswaldo de Oliveira
 (Foto: Divulgação/Williams Aguiar/sportrecife.com)

RADAR/LANCE!
13/10/2016
17:22
Recife (PE)

Mesmo após deixar o Sport, Oswaldo de Oliveira segue como o principal assunto no Recife. Nesta quinta-feira, João Humberto Martorelli, presidente do Leão da Ilha, comentou sobre a iniciativa do Corinthians de buscar o acordo com ex-técnico da equipe pernambucana. Segundo o mandatário, apesar do pedido de desculpas do presidente Roberto de Andrade, a posição do Alvinegro não agradou.

- O presidente do Corinthians me ligou após ter acertado com Oswaldo para justificar. Mostrar que estava precisando, que era o único técnico que ele achava que poderia assumir o clube. Foi um pedido de desculpas que eu tive que aceitar. Vou fazer o quê? Temos que levar as coisas de maneira racional e fria. Ter cabeça de dirigente. Como torcedor, não vejo com bons olhos - disse Martorelli, em entrevista ao Globoesporte.com.

O presidente do Sport ainda revelou que sabia da proposta do Corinthians desde o último domingo. Descontente com a opção de Oswaldo, Martinelli também conta que não queria que o ex-treinador comandasse o Leão da Ilha na derrota diante da Chapecoense, nesta quarta-feira. 

- Eu sabia desde domingo de manhã. Na noite do sábado. Não queria que ele dirigisse (o Sport contra a Chapecoense), mas isso são outras questões. Tenho responsabilidade. Não tentei fazer com que ele não dirigisse porque é uma questão profissional. Ele tinha um compromisso profissional - declarou, esclarecendo sobre a multa que o Sport cobrará pela quebra contratual de Oswaldo. 

- Ele tem um contrato e tem que pagar o aviso prévio e todas as rescisões. Todas as verbas devidas por um empregado que se demite, e ele se demitiu. Ele vai pagar a multa prevista - concluiu.